Moradores têm 60 dias para deixar “Portelinha”

0

Moradores receberam prazo de 60 dias para deixar as casas Fotos: Portal Infonet

Os moradores da invasão da Portelinha, localizada no município de Barra dos Coqueiros, foram à audiência na Justiça Federal na manhã desta quinta-feira, 1º, e ficaram desolados com a notícia de que terão as casas derrubadas.

Em abril desse ano, cerca de 70 famílias que moram no local há cerca de 11 anos já haviam sido notificadas de que deveriam deixar as casas. A alegação é de que as residências foram construídas em terrenos de marinha e de manguezais, o que caracteriza crime ambiental.

A informação do prazo da retirada dos moradores do local foi confirmada pela dona de casa Anniuska Santos Serafim Costa, que acompanhou a audiência. “Infelizmente tivemos uma triste notícia: chegamos à audiência e tivemos que ouvir essa triste decisão”, lamenta.

As ruas do local são pavimentadas
Anniuska lembra que a residência foi construída com bastante sacrifício e pede que a Justiça tenha sensibilidade com os moradores. “Ali é uma invasão, mas não é uma favela. As casas são organizadas, as ruas têm rede de esgoto e todos os moradores se esforçaram para construírem casas de alvenaria”, diz a dona de casa, que é mãe de duas filhas e não tem renda fixa.

“Meu marido está desempregado. Antes nós morávamos em um quartinho de vila e pagávamos R$ 150 de aluguel. Conseguimos construir a nossa casinha e não podemos perdê-la porque não temos para onde ir”, reforça.

A equipe do Portal Infonet entrou em contato com a Justiça Federal, mas a informação é que nenhuma explicação sobre a audiência poderia ser fornecida através do telefone.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais