Morte de torcedor: mais cinco pessoas envolvidas no caso são presas

(Foto: SSP)

Na manhã desta terça-feira, 12, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) cumpriu mais cinco mandados de prisão preventiva contra investigados pelo crime ocorrido no último dia 4 de fevereiro, na capital sergipana, e que teve como vítima fatal um integrante de torcida organizada. Outros quatro já havim sido presos temporariamente no dia 14 de fevereiro. Os quatro mandados de prisão temporária foram convertidos em prisão preventiva. No total, nove estão presos.

As investigações sobre o caso mostraram que na tarde do domingo, 4 de fevereiro, dia de clássico do futebol sergipano, quando um ônibus repleto de torcedores do Sergipe chegava ao terminal de integração DIA, em Aracaju, foi recepcionado por membros da torcida rival, do Confiança, com bombas e pedradas.

Os levantamentos policiais mostraram que, diante da chegada dos opositores, um tumulto logo se iniciou no interior do coletivo, que também foi invadido por membros da torcida Trovão Azul/ Confiança. Ao conseguirem abandonar o veículo, membros da Torcida Esquadrão Colorado (TEC)/ Sergipe contiveram dois dos rivais e passaram a lhes agredir muito intensamente.

Durante a confusão, Kaio Vinícius Alves de Araújo, de 24 anos, foi agredido com golpes de barra de ferro, tonel e dois extintores de incêndio, além de socos e chutes, ficando sem roupas, desacordado e muito lesionado, especialmente no crânio, já que tinha sido golpeado várias vezes e por diversos suspeitos. O homem recebeu socorro médico, mas não resistiu e veio a óbito na unidade de saúde.

Em meio à briga, uma segunda vítima, de 17 anos, também foi fortemente violentada e teve traumatismo craniano, mas felizmente sobreviveu.

Assim, após intenso trabalho de apuração de imagens e identificação dos envolvidos, o DHPP deu cumprimento aos mandados de prisão de nove envolvidos na confusão ocorrida no DIA. Um dos presos se encontrava em cumprimento de prisão, em regime aberto, por condenação anterior em crime de roubo.

Os homens detidos hoje estão diretamente ligados aos atos que resultaram na morte do Kaio, seja com golpes de extintor, barra de ferro, tonel ou mesmo os fortes chutes e socos na cabeça e corpo da vítima. Ao todo, foram identificados 28 envolvidos, dentre eles, quatro adolescentes.

No decorrer do inquérito policial, que está na reta final, dezenas de pessoas foram ouvidas no DHPP. Além dos mandados cumpridos nesta terça, quatro suspeitos já tinham sido detidos temporariamente na segunda-feira de Carnaval, por envolvimento no caso.

As investigações se encaminham para finalização e os detidos serão apresentados na audiência de custódia. A conduta dos menores envolvidos está sob apuração na Delegacia Especial de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).

Fonte: SSP/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais