MP discute situação dos pontos de revenda de GLP clandestinos

0

Em audiência pública realizada com a promotora de Justiça, Cláudia Calmon, os representantes da ARGASE (Associação dos Revendedores de Gás Liquefeito de Petróleo de Sergipe) e do Corpo de Bombeiros foi discutido mais uma vez a situação dos pontos de revenda de GLP clandestinos.

 

Os representantes da Associação dos revendedores de GLP formalizaram denúncia a respeito dos pontos de revenda clandestinos, que, segundo os representantes da Associação, estão localizados em área de risco para a vida e a saúde da população que reside próxima aos pontos de revenda.

 

O representante do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel Juraci Souza Santos, informou que conforme determinação do Ministério Público as fiscalizações vêm sendo feitas, mas não possui condições de realizar um trabalho mais abrangente e profícuo, pois não dispõe de recursos humanos em número suficiente para o desenvolvimento satisfatório da fiscalização.

 

A promotora de Justiça Cláudia Calmon marcou nova audiência para o dia 18 de outubro, às 9 h, quando deverá apresentar o levantamento de todos os pontos clandestinos denunciados.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais