MPE de olho na refrigeração de carnes e peixes

0

Área do mercado onde se comercializa carne bovina e peixes
O Ministério Público Estadual (MPE) e Ministério Público Federal (MPF) irão instaurar um novo procedimento administrativo para que seja melhor fiscalizada a forma de refrigeração da carne comercializada no Mercado Albano Franco. A iniciativa foi tomada pela promotora Euza Missano.

Além da preocupação com a qualidade do produto devido às condições nas quais é resfriado, os Ministérios Públicos solicitarão à Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) e demais órgãos de segurança do estado que viabilizem uma central de gás para garantir a segurança de quem passa pelos bares e restaurantes do mercadão.

Mesmo citando estes pontos que precisam ser melhorados, a promotora Euza Missano elogiou a Emsurb pelo cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). Foram atendidas as solicitações de reforma do sistema elétrico, adaptação das bancas aos critérios sanitários e retirada dos botijões de gás dos bares e restaurantes.

O diretor de Espaços Públicos da Emsurb, Antônio Carlos Mota, diz que há intenção do poder público em realizar uma reforma geral na área em que são comercializados peixes e carnes no Mercado Albano Franco com direito à área especifica de refrigeração e dar utilidade a um espaço hoje vazio com implantação de bares, casas lotéricas e outros estabelecimentos.

Apesar dos planos, não há previsão para as obras serem iniciadas.  

Comentários