MPE quer prisão de fotógrafo envolvido em acidente

0
Acidente movimentou a Beira Mar (Foto: Facebook Aracaju como eu vejo/Arquivo)

O Ministério Público Estadual não vê fatos novos que justifiquem a liberdade do fotógrafo Marcos Paulo Santana Souza, 36, envolvido em acidente de trânsito que culminou com o atropelamento e morte do motociclista Marcelo Santos Panice, 27, ocorrido no dia 20 de abril deste ano na avenida Beira Mar. O MP então recorreu da decisão judicial que o colocou em liberade no mês passado.

Na época, Marcelo Panice foi socorrido com vida, mas faleceu no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse),l no mesmo dia. Embora tenha ocorrido morte por acidente de trânsito, Marcos Paulo foi autuado em flagrante delito por homicídio qualificado. No dia 17 de junho passado, a juíza Soraia Gonçalves, titular da 8ª Vara Criminal, expediu alvará de soltura e o acusado foi colocado em liberdade.

O recurso contra a decisão da juíza Soraia Gonçalves é assinado pelos promotores de justiça Flaviano Almeida Santos e Cláudia Daniela Franco. No entendimento dos promotores, não há fatos novos que justifiquem a liberdade do acusado. Os promotores observam, no recurso, que manter a prisão do acusado torna-se medida necessária para garantir a ordem pública, em razão da gravidade concreta do delito. O recurso será julgado pela Câmara Criminal do Tribunal de Justiça em data ainda não definida.

Conforme os autos, o acidente ocorreu após uma discussão entre o acusado e a vítima que ocupava a motocicleta. O Ministério Público entende que o atropelamento ocorreu de forma proposital. “Marcos Paulo colidiu o veículo que dirigia propositadamente na motocicleta conduzida pela vítima, que seguia à sua frente, provocando-lhe lesões que, pela natureza, sede e gravidade, foram a causa de seu óbito”, observam os promotores nos autos.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais