MPF recomenda anulação de concurso dos Correios

0

O Ministério Público Federal expediu recomendação à Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – Diretoria Regional de Sergipe, no sentido de que sejam adotadas, no prazo máximo de dez dias, as providências administrativas cabíveis para anulação da prova do concurso para o cargo de Técnico Operacional Júnior daquela Empresa e para qualquer outro em que se tenha verificado a mesma situação, sob pena de adoção das medidas judiciais cabíveis. A recomendação foi feita pelo procurador da República Paulo Gustavo Guedes Fontes. A Recomendação foi expedida a partir de representação apresentada no Ministério Público Federal por Orlando Sérgio Santos Lima e Carlos Eduardo Alves Poconé, alegando que várias questões da prova do concurso foram retiradas da Gramática Faraco e Moura, levantando, assim, a possibilidade de haver ocorrido fraude no citado certame, por ser livro de fácil acesso. O procurador Paulo Fontes entendeu que houve quebra ao princípio da igualdade, beneficiando os candidatos que eventualmente se valeram da referida gramática na sua preparação, além de existir uma maior possibilidade de fraude, por eventual vazamento de informação quanto à procedência das questões. A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos acatou a recomendação e já se manifestou informando ao MPF que está adotando as providências necessárias para a anulação do concurso para o cargo de Técnico Operacional Júnior. A íntegra da Recomendação pode ser visualizada no site www.prse.mpf.gov.br.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais