Mulher adota menina e negocia estupro

0

O delegado Ataíde continua investigando o caso (Foto: Arquivo Portal Infonet)
Em Propriá, a 98Km da capital, uma mulher foi presa sob a acusação de ter negociado a virgindade da filha de apenas 13 anos. Com 19 anos atuando como delegado de polícia, Ataíde Alves afirma que o caso chamou a atenção de toda a população.

De acordo com o delegado, após a prisão de Maria Cícera da Conceição Silva e José Augusto dos Santos Alves, conhecido como “Neguinho”, na última segunda-feira, 13, a polícia está investigando o envolvimento de outras pessoas no crime. A polícia explica que a menina, que é filha adotiva de Cícera, foi amarrada e levada para o quarto onde ‘Neguinho’ estuprou-a na presença da mãe. O estupro teria ocorrido mediante pagamento.

Segundo o delegado a mulher também é acusada de molestar a menina. “O estupro ocorreu em uma noite de muita bebida, onde Neguinho fez a proposta a Maria Cícera, que prontamente concordou”. Ataíde Alves ressalta ainda que pelo agravante da menina ser menor de 14 anos, a pena para o crime de estupro de vulnerável pode passar de 10 anos.

Por Kátia Susanna

Comentários