Mulher e criança são atropeladas ao atravessar avenida

0

(Fotos: Portal Infonet)

Muitos motoristas não respeitam a faixa

Muitos acidentes foram presenciados

Preocupação com a segurança no trânsito

Uma mulher e uma criança foram atropeladas no momento em que realizavam a travessia na faixa exclusiva para pedestres de uma das avenidas mais movimentadas de Aracaju, a Adélia Franco, na Zona Sul.

De acordo com informações da assessoria de comunicação da Companhia de Polícia de Trânsito (CPTran), o acidente ocorreu às 6h30 desta segunda-feira, 10, e envolveu um veículo Honda City. Ainda segundo informações do órgão, não foi constatado óbito no local do acidente e as vítimas foram encaminhadas a um hospital particular da capital. As vítimas não foram identificadas. A informação da SMTT é que as vítimas são mãe e filha.

Acidentes constantes

Trabalhando há 13 anos em um condomínio localizado na avenida, a porteira Sílvia Nascimento, 40 anos, conta que por inúmeras vezes presenciou atropelamentos na via. “Já vi cinco acidentes. É pedestre atravessando a avenida com os carros em movimento; motorista que não respeita a sinalização e passa em alta velocidade; e muito motoqueiro irresponsável”.

Após presenciar vários acidentes na via, a aposentada, Zelita Matos, 80 anos, passou a andar com medo da velocidade em que trafegam boa parte dos veículos. Ela fala da dificuldade em realizar a travessia na via. “Eles não respeitam a faixa de pedestre. Os acidentes aqui acontecem todos os dias. Eu tenho muito medo e dificuldade ao atravessar”, disse a aposentada.

Para o segurança, Francisco Matos, 36 anos, a instalação de um sinal de trânsito na localidade poderia contribuir para a redução dos acidentes na localidade. “Acidente aqui acontece direto. Os carros não respeitam, tem alguns que às vezes até param, mais a grande maioria não. Ninguém respeita ninguém e enquanto não colocarem um sinal aí esse problema não irá resolver”.

SMTT

Sobre a instalação de um sinal de trânsito na avenida, o assessor de comunicação da Superintendência Municipal de Trânsito da capital (SMTT), Flávio Vasconcelos, disse que

“nenhum equipamento pode ser instalado por acaso. A instalação somente é feita por meio de estudo. É importante ressaltar que semanalmente nós realizamos campanhas educativas nos bairros de Aracaju, essa campanha chamada Trânsito e Cidadania tem o objetivo de orientar, inibir e reprimir. Toda irregularidade que é constatada é acompanhada pelos agentes de trânsito que podem autuar e pela equipe educativa que orienta os motoristas. Todas as quartas-feiras a campanha é realizada em diversos bairros, por exemplo Santos Dumont, 18 do Forte, Japaozinho, São José e Coroa do Meio. Nesses bairros a campanha já aconteceu”.

Flávio disse ainda que é importante que o motorista observe a faixa de pedestre como direito adquirido, “deixar de dar preferência a pedestre ou veículo não motorizado é considerada infração gravissíma pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A multa é R$ 191,53 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Conforme artigo 214 do mesmo código”.

* A matéria foi alterada às 15h08 para acréscimo de informações

Por Leonardo Dias e Kátia Susanna

Comentários