Mulher é enganada e entrega R$ 13 mil a estelionatários

0
Imagens dos suspeitos e do veículo que eles teriam utilizado (Foto: reprodução do vídeo divulgado pela SSP)

Um casal de estelionatários aplicou um golpe de mais de R$ 13,7 mil contra uma funcionária de uma farmácia na cidade de Nossa Senhora da Glória. A vítima aguardava sentada o atendimento em uma agência bancária para efetuar o pagamento de uma fatura da empresa para qual presta serviços, mas acabou convencida a deixar uma bolsa com dinheiro com os dois desconhecidos para receber uma suposta recompensa por ter contribuído para localizar uma bolsa que o golpista teria “esquecido” em um banco próximo onde ela estava dentro da agência bancária.

O golpe aconteceu na terça-feira, dia 2, e até o momento os suspeitos não foram localizados. De acordo com informações do delegado Samuel Souza de Brito, da Polícia Civil, o rapaz, que seria um senhor com mais de 40 anos, estava sentado ao lado da funcionária da farmácia e saiu, deixando [de forma proposital] uma bolsa pequena no banco. Uma outra mulher, que estava próximo e seria comparsa dele, teria perguntado à funcionária da farmácia se aquela bolsa seria dela.

A funcionária da farmácia responde que não, alertando que poderia ser do senhor que estava ali, anteriormente. O senhor foi localizado e convenceu as duas mulheres a acompanhá-lo para entregar a ambas uma recompensa pela honestidade delas em devolver a bolsinha, onde estaria guardado um cheque no valor de R$ 28 mil.

Os três saíram da agência e seguiram para uma lan house. O rapaz pediu às duas mulheres para aguardá-lo, que ele iria localizar a irmã para entregar a recompensa e deixou com a suposta comparsa a bolsinha com o cheque, transmitindo confiança. Posteriormente, ele volta e dá um endereço fictício para que elas fossem buscar a recompensa, com a orientação de que uma sairia primeiro e posteriormente a outra.

A suposta comparsa se candidata como primeira, deixa a bolsa dela com a funcionária da farmácia e posteriormente retorna exibindo um par de sapatos que teria recebido da irmã do outro golpista e então convence a funcionária da farmácia a ir buscar também a suposta recompensa e pede para que ela deixe a bolsa que ela carregava com o dinheiro.

Houve resistência, mas logo a funcionária da farmácia se convence, entrega a bolsa com o dinheiro e sai à procura do endereço. Não localiza e retorna à casa lotérica, mas também não encontra o casal, que desapareceu com o dinheiro que seria destinado ao pagamento da fatura da farmácia.

O caso está sendo investigado e o delegado solicita apoio da população, que pode contribuir transmitindo informações por telefone [181, o Disque Denúncia da Secretaria de Segurança Pública]. A identificação do denunciante será preservada.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais