Mulher é presa acusada de tráfico de drogas em Propriá

0
Flávia Patrícia Silva nega que a droga seja dela (Fotos: Portal Infonet)

Foi presa por policiais da delegacia do município de Propriá, Flávia Patrícia Silva, conhecida como Flavinha, acusada de tráfico de drogas. Na residência da acusada foram encontradas 200 pedras de crack pronta para a venda, um revólver com seis munições intactas, 50 embrulhos contendo maconha prensada, uma balança de precisão, um caderno com anotações, seis pedras de crack e um quilo de crack em forma de tablete. A polícia acredita que com a venda da droga, o lucro seria em torno de R$ 20 mil reais.

De acordo com o delegado de Propriá, Néviton Rodrigues, as investigações começaram há quatro meses. “Checamos informações que vinham pelo disque -denúncia da Polícia Civil e recebemos uma informação que na rua Prefeita Menininha no bairro Remanso em Propriá, em uma residência pertencente a Flávia, estaria ocorrendo o tráfico de drogas. Fomos até lá e pedimos o apoio do delegado regional Hilton Duarte que também já fazia investigações. Nos dirigimos até o local,  realizamos a abordagem e a busca e encontramos as drogas dentro da residência”, diz.

Ao perceber a presença da polícia, o companheiro de Flávia identificado pelo pré-nome de Ícaro, evadiu-se da residência, mas segundo o delegado, ele tem passagem pela polícia por homicídio.

Acusada

As drogas foram encontradas na residência da acusada 

O delegado Néviton Rodrigues diz que as investigações tiveram início há quatro meses 

Ao falar com a imprensa, a acusada nega que a droga seja dela. “A droga não é minha. Moro com ele [Icaro] há cinco meses, mas eu não sabia que ele vendia drogas. Se ele começou a vender foi há pouco tempo. Ele estava desempregado e os pais dele nos ajudavam", afirma.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários