Mulher finge agressão e termina presa

0

O caso envolveu também porte de arma (Foto: Arquivo Infonet)

Na noite da última segunda-feira, 1º, foi presa uma mulher, identificada como Mônica Soares, suspeita de calúnia. A denúncia foi feita contra um policial militar, Woltenisson Alves, que mantém um relacionamento com a declarante da queixa. De acordo com a polícia o casal já tem histórico de casos de violência, mas pelo que alegam as partes, dessa vez não houve agressão.

Na Delegacia plantonista as informações são de que Mônica Soares ligou para a polícia alegando ter sido agredida pelo companheiro. Na residência do casal, localizada no bairro Industrial, Woltenisson negou as acusações e Mônica confessou que estava mentindo.

Segundo a mulher, o objetivo da denúncia era prejudicar o policial, que já havia sido preso por agressão, mas pagou fiança. Para conseguir novamente a prisão do companheiro, Mônica Soares provocou arranhões na própria pele e jogou-se ao chão, causando hematomas.

Woltenisson Alves também foi detido, mas o motivo da prisão foi o porte de arma não registrada. O policial militar já pagou fiança e foi liberado, mas Mônica Soares continua presa na Delegacia Plantonista.

Outras Prisões

A Delegacia plantonista registrou a prisão em flagrante de dois homens na cidade de Itaporanga d´Ajuda, distante cerca de 29 km da capital, por furto. O caso ocorreu na última segunda-feira, 1º, mas José Nivaldo dos antos Cruz e Neilton Santos Silva ainda se encontram presos.

Por Caio Guimarães e Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais