Mulher que provocou acidente responderá por dois crimes

0

Um ano depois de ter causado um acidente que tirou a vida da estudante Valéria Menezes de Oliveira e deixar mais três pessoas gravemente feridas, Lênia Vieira Feitosa aguarda detida na 4º Delegacia Metropolitana da capital o julgamento pelos crimes de homicídio doloso e tentativa de homicídio. As acusações foram apontadas no inquérito da Delegacia de Delitos de Trânsito, concluído em julho do ano passado, que investigou o caso.

De acordo com a delegada Carina Rezende, ficou comprovado durante as investigações que Lênia arremessou o veículo que dirigia de forma proposital contra o carro onde estavam as vítimas. Isso porque ela acreditava que o namorado possuía um caso com uma das jovens. “Ela será processada e está à disposição da Justiça”, disse a delegada.

Lênia foi presa nessa segunda-feira, 24, e aguarda a transferência para o presídio feminino.  A delegada comenta que durante as investigações a acusada tentou atrapalhar as investigações, indicando testemunhas falsas e tentando criar uma história que não correspondeu à realidade. “Ela destruiu quatro famílias. Uma de forma mais drástica. As vítimas carregam até hoje as consequências: uma está com problemas para ouvir; outra está sem andar. E todos são jovens”, lamenta.

Não há previsão para a realização do julgamento. O crime de homicídio doloso prevê pena máxima de 30 anos; o de tentativa de homicídio prevê reclusão de seis a vinte anos. As pessoas que prestaram falso testemunho também serão processadas, mas a delegada não quis comentar quantas são.

O caso

O acidente provocado por Lênia ocorreu em 9 de janeiro de 2010, na avenida Melício machado, Zona de Expansão da capital, e culminou com a morte de Valéria Menezes de Oliveira. Mais três pessoas, duas mulheres e um homem, ficaram gravemente feridas.

Por Diógenes de Souza

Comentários