Mulheres falam de seus desafios

0

Katarina Feitosa
O Dia Internacional da Mulher, 8 de Março, é marcado por comemorações e lutas de diversas entidades com relação a discriminação, violência e conquistas de espaços. O Portal Infonet ouviu depoimentos de mulheres que superam desafios e mostram como chegaram lá. Confira:

“O desafio de toda mulher que vai para o campo profissional é cuidar de todos os papéis. É ser boa mãe, boa esposa, boa profissional. Também temos que ser boa filha e boa amiga. Por ser mulher, especificamente no campo da polícia, temos que ser mais firmes, porque estamos pisando em um terreno inóspito, onde sempre foi ocupado por homens. Temos que mostrar que somos boas, não nos é dado o direito de falhas. Quem já não ouviu comentários, por exemplo, no trânsito: é mulher no volante. Então temos que nos preocupar sempre com a perfeição, seja em qual profissão for. Nossa sobrecarga é sempre maior, porque lutamos contra um estereótipo secular”, superintendente da Polícia Civil, Katarina Feitosa.

“Ser uma mulher atuante na sociedade atual é mais um desafio do que um privilégio. É difícil conquistar um patamar de satisfação que inclua afetividade, profissão e lazer no mesmo nível. Dedicar-se à família pode significar uma minimização do desejo profissional ou a negação do lazer; potencializar o lado profissional pode sugerir um distanciamento afetivo; buscar o lazer pode ser interpretado como irresponsabilidade. No entanto, a mulher resiste a todas essas amputações sociais superando essas imposições e se mostra firme, segura, competente, auto-suficiente e, mais do que

Sandra Cruzz
nunca, terna. As mulheres merecem rosas todos os dias por terem em si esse potencial!”, presidente do Conselho Regional de Psicologia de Sergipe, Edel Ferreira.

“Tenho três pilares na vida: Deus; Família e Trabalho. A minha prioridade hoje é servir a Deus. É do Senhor que vem minha força e o meu equilíbrio espiritual e emocional. Sem fé é impossível vencer as barreiras do dia a dia. Depois, sem um núcleo familiar feliz a mulher não consegue se concentrar no trabalho. Deus foi muito generoso comigo e me presenteou com um marido maravilhoso, com o qual posso contar em todos os momentos. Já no ambiente profissional, no departamento de Comunicação da Alese, zelo pela harmonia e respeito entre os colegas. Na atual conjuntura a mulher assume papel fundamental em todas as instituições, não só na família como antes. Penso que é preciso ter cuidado com os nossos valores e escolhas. Não precisamos tomar o lugar do homem para mostrarmos nossa força, pelo contrário, quando usamos a nossa inteligência emocional, conseguimos faze-los excelentes parceiros. Indubitavelmente, ainda há muito o que alcançar, mas a mulher a cada dia mostra que é capaz de desenvolver qualquer atividade”, diretora de comunicação da Assembléia Legislativa, Sandra Cruzz.

“Nós, mulheres, com muita coragem, força e determinação, cada vez mais temos ocupado nossos espaços. A mulher tem buscado se instruir mais, tem procurado seus direitos e tem dito ‘não’ à violência. Hoje se cercam de instrumentos graças à Lei Maria da Penha. As mulheres têm mais coragem de denunciar e buscar seus direitos. A cada dia essa violência tem aumentado,

Nadja Menezes
mas isso é em função de que está se denunciando mais. Estão tendo mais coragem”, presidente da Assembléia Legislativa, Angélica Guimarães.

“Existe muito o que comemorar, porém não devemos esquecer daquelas mulheres que ainda sofrem de maus tratos, assédio moral e violência, essa última muito difícil de ser comprovada no ambiente de trabalho, principalmente quando muitas vezes é orientada por terceiros a por panos quentes. O desafio da mulher é com relação a luta pela violência, neste sentido não podemos esquecer que não somos sexo frágil ou coitadinhas, somos de luta e devemos continuar exigindo respeito e direitos”, funcionária pública, Nadja Menezes.  

“Os desafios são diários e muitas vezes estamos voltadas para o ambiente de trabalho e esquecemos que a nossa família é a base de toda a felicidade. Enfrentei o desafio de mudar a minha vida profissional e hoje sou bem sucedida na função que desempenho. É importante dizer que a mulher ainda tem que provar no campo profissional que é competente para desempenhar várias funções, acho que ainda existe uma desconfiança em relação a competência feminina, mas estamos conquistando o nosso espaço baseado na educação, isso sem perder a nossa feminilidade”, promotora de vendas, Eliane Virginia.

Raquel Almeida
“Acredito que a maior dificuldade que a mulher atual passa é aquela imposta pela sociedade. Temos que ser “perfeitas” no trabalho, em nossa casa, com a família e esteticamente. E como a minha profissão exige muito do meu tempo, nem sempre consigo dar conta disso tudo (risos). Tenho que ser sincera ao dizer que nunca fui preterida em minha profissão por ser mulher. Claro que estar à frente de uma equipe de jornalistas, seres altamente pensantes e críticos não é fácil, mas aprendemos a ter jogo de cintura com o tempo. Mas o maior desafio de minha vida foi superar um câncer de tireóide. Além da minha fé, o apoio da família e a minha profissão me salvaram. Nada melhor do que amar o que se faz para passar o tempo”, editora de jornalismo do Portal Infonet, Raquel Almeida.

“Meu maior desafio foi superar a perda dos meus pais. Sou a caçula de 19 irmãos e sempre fui uma garota mimada. Mas com essa perda, descobri que eu já não era a filhinha do papai e tinha que ralar nessa vida. Mas superei a perda deles porque meu pai, por exemplo, sempre me falava que eu tinha uma garra dentro de mim e poderia ser muito mais independente. Hoje vejo que sou uma mulher que amadureceu com a perda dos bens mais preciosos e a cada dia, passo a lidar com a saudade e tenho dias muitos bons. Sempre digo, a gente coleciona algo nessa vida, coleciono saudades e superação pois, sempre vivi rodeada de mimos dos meus pais, mas  me supero a cada dia, porque a vida tá aí fora, querendo gente com força”, assessora

Daniele Almeida
parlamentar, Gleice Queiroz.

“Para mim, o grande desafio de ser mulher é não deixar nunca que a correria do dia a dia, a realização e o sucesso profissional  façam com que deixe para traz a essência e a delicadeza de ser mulher. Acredito que a verdadeira mulher seja assim, aquela que consegue fazer e ser várias coisas ao mesmo, porém fazendo e vivendo cada coisa de forma correta. Sendo mulher acima tudo, sejamos sempre assim, decidas, trabalhadoras, vivendo um milhão de emoções, desafios, conquistas, derrotas e vitória durante o dia, e estamos prontas para viver mais um milhão de emoções no dia que se segue”, consultora de vendas, Daniele Almeida.

Por Kátia Susanna

Comentários