“Musicalidade”, por Rubens Lisboa

0

LANÇAMENTO 1

 

Cantor: TUNAI

CD: “DANÇA DAS CADEIRAS”

Gravadora: INDEPENDENTE

 

O cantor e compositor Tunai não é tão conhecido quanto o seu talento faz por merecer. Autor de belas músicas como “Frisson” e “Adeus à Dor”, ele (que é irmão de João Bosco) tem sucessos gravados por Milton Nascimento (“Certas Canções”), Gal Costa (“Eternamente”), Simone (“Só de Amor”) e Elis Regina (“As Aparências Enganam”), o que por si só já lhe garante um lugar de destaque na história da nossa MPB. Sem gravadora já há algum tempo, o mineiro acaba de lançar um novo CD, que sai de maneira independente e praticamente só contendo canções inéditas.

 

Trata-se de um disco agradável, recheado de canções palatáveis, a maioria delas em parceria com Sérgio Natureza. Se há falhas, elas ficam por conta da qualidade sonora da gravação, não de toda eficiente, mas a dezena das músicas apresentadas compensa isso com galhardia.

 

A voz de Tunai lembra um pouco a do irmão, mas as possíveis semelhanças param rápido. Enquanto João Bosco é um compositor mais percussivo (embora seja incontestavelmente um exímio instrumentista), Tunai constrói as suas obras tendo como base a sonoridade das cordas de seu violão.

 

Os destaques maiores do disco ficam por conta da faixa-título (“Dança das Cadeiras”), de “Amoroso”, de “Blues Afins” e de “Lembre-se”, canções que, se gravadas por Simone, Ivete Sangalo, Gal Gosta e Maria Rita, respectivamente, com toda a certeza se transformariam em sucessos rapidamente.

 

Há a participação especial de Zélia Duncan em “Sempre na Mira”, que soa apenas burocrática, mas que tenta abrir o leque para que Tunai venha a ser conhecido por uma geração mais jovem.

 

É um CD muito bem vindo, que vale super a pena ser ouvido!

 

 

LANÇAMENTO 2

 

Cantor: TONINHO HORTA

CD: “COM O PÉ NO FORRÓ”

Gravadora: INDEPENDENTE

 

Parece estranho… E é! Mas aconteceu. O muldialmente conhecido e reconhecido guitarrista mineiro Toninho Horta, criador de músicas com harmonias super elaboradas e complexas e autor de pérolas da nossa MPB, como “Beijo Partido” e “Manuel, o Audaz”, acaba de lançar um novo CD e desta vez totalmente dedicado ao forró nordestino. Sob as esperadas bênçãos de Luiz Gonzaga, a quem dedica o trabalho, Toninho não só nele incluiu duas das criações mais respeitadas do Véio Lua (“Asa Branca” e “A Vida do Viajante”), como o homenageia explicitamente em “Uma Canção na Estrada”.

 

É notável a empolgação do artista que se cercou de convidados especiais especialistas no ramo (como Dominguinhos, Elba Ramalho e Fágner), porém o resultado final soa morno, sem a pulsação que baiões, xotes e xaxados geralmente costumam causar. A execução contribuiu um pouco (leia-se peso dos arranjos), porém o que trava por vezes são mesmo as melodias não muito contagiantes de algumas canções (Elba, por exemplo, inobstante segura em “Festa em Olinda”, tenta fazer milagre, mas se vê limitada pelos contornos melódicos a ela oferecidos).

 

Em contrapartida, há de se ressaltar que o CD contém músicas muito legais. É o caso da faixa-título, de “Morena Bonita” e de “A Magia do Olhar”, por exemplo. No geral, é um disco que merece ser ouvido, não apenas por Toninho se tratar do exímio músico que é, mas pelo fato de que surpresas desse tipo, se não se concretizam cem por cento perfeitas, são sempre bem-vindas pela ousadia e pela vontade abraçada de mergulhar em outras praias…

 

Em tempo: Toninho Horta é o produtor do primeiro e esperado disco do nosso querido Pantera, um músico sergipano para quem o violão é a extensão de sua vida. O CD continua em fase de gestação, mas certamente a espera valerá a pena!

 

Quem se interessar em adquirir qualquer um dos CDs acima, como se tratam ambos de produções independentes, por enquanto só poderá fazê-lo via internet através do site: www.modernsound.com.br  

 

NOVIDADES

 

·                     De lá do Rio de Janeiro onde está residindo atualmente, a querida e talentosa Patrícia Polayne informa que continua a todo vapor, produzindo e trabalhando com música e teatro. Feliz da vida, a ganhadora do Festival “Canta Nordeste – edição 1996” encontra-se em estúdio gravando algumas canções escolhidas a dedo, contando com o auxílio luxuoso de Rodrigo Campello, produtor que trabalha há tempos com a cantora Fernanda Abreu (famosa pelos sucessos “Rio 40 Graus”, “Garota Sangue Bom” e “Jorge da Capadócia”). Dentre as músicas já concluídas, La Polayne destaca a excelente “Aparelho de Memoriar” e a inédita “Sapato Novo”, ambas de sua autoria. Que os deuses da música a abençoem sempre!

 

·                     O aguardado trabalho da banda sergipana Sulanca encontra-se, enfim, à disposição de quem interessar possa! Depois de quase dez anos de maturação de um elaborado trabalho de pesquisa que envolve ritmos folclóricos sergipanos, além de folguedos e danças tais como a chegança, o cacumbi, o reisado e a taieira, entre outros, a galera composta por oito músicos e capitaneada pelo compositor e cantor Jorge Ducci apresenta um CD que certamente vai dar o que falar. Dentre os destaques estão as canções “Dinheiro”, “Stani Rie”, “Pedra de Amolar”, “Pai de Rua” e “Marimbondo”, esta última uma parceria com a ótima compositora Marta Mari. Já à venda na Casa do Artista, localizada no Calçadão da Rua Laranjeiras.

 

·                     A gravadora BMG está colocando nas lojas uma oportuna compilação de canções gravadas pelo cantor Cyro Monteiro durante o período áureo de sua carreira, ou seja, entre 1939 e 1947. Cyro, falecido em 1973, foi uma das melhores vozes que o Brasil já teve e era tido por Vinícius de Moraes como “o maior cantor brasileiro, emparelhado apenas com João Gilberto”. O CD enfoca basicamente três compositores entre os vários gravados por Cyro. São eles: Ataulfo Alves, Wilson Batista e Geraldo Pereira. Dentre as faixas, há preciosidades como “Falsa Baiana”, “Você Está Sumindo”, “Pisei num Despacho”, “Óh! Seu Oscar” e “Você é meu Xodó”. Imperdível!

 

·                     O compositor e cantor, hoje Ministro da Cultura, Gilberto Gil põe nas lojas CD e DVD, ambos registros ao vivo do show “Eletroacústico”, realizado em setembro próximo passado no Canecão, famosa casa de espetáculos do Rio de Janeiro. O indisfarçável caráter caça-níqueis do projeto é amenizado pela qualidade do repertório, que apresenta diferenças entre o CD e o DVD. A voz de Gil já não é a mesma há tempos e, mesmo com os efeitos utilizados, ressalta nítida a rouquidão persistente na maioria das faixas, o que faz com que os tons das canções tenham que ser abaixados, resultando em registros vocais bem mais graves que os originais. Embora a faixa inicial de trabalho junto às rádios seja o excelente samba “A Rita” (de Chico Buarque), os maiores destaques do CD são mesmo a metafórica “A Linha e o Linho” e a inspirada “La Lune de Gorée”, ambas de autoria do próprio Gil, esta última em parceira com o poeta Capinam. Enquanto “Three Little Birds” (de Bob Marley), com acompanhamento de acordeão, confirma a intimidade do baiano com o reggae, a transformação de “Imagine” (de John Lennon) em um sambinha rasteiro mostra que, às vezes, até “feras” com anos de estrada podem derrapar. A compensação vem em seguida com os novos registros da pulsante “Chuck Berry Fields Forever” e da inteligente “Guerra Santa”. Mas é uma pena que Gil tenha renegado a música a um segundo plano na sua vida…

 

·                     Bossacucanova é uma banda que, como o próprio nome já o diz, venera a bossa nova e tenta resgatá-la para as novas gerações, utilizando-se, para isso, de programações moderninhas, como manda a cartilha atual. O recém lançado CD intitulado “Uma Batida Diferente” já não traz a surpresa inicial de quando o grupo surgiu, mas registra três jovens muito bem preparados musicalmente. De um repertório com doze faixas, há boas releituras, como “Eu Quero Um Samba”, “Águas de Março” e “Vai Levando”, e quatro inéditas, destacando-se dentre estas a ótima “Previsão”, interpretada delicadamente pela gaúcha Adriana Calcanhotto. Vale a pena conhecer!

 

·                     Esta Coluna deseja a todos os seus leitores um Feliz Ano Novo. Que 2005 venha repleto de paz, saúde, amor, alegria, grana e muita música para todos!

 

Quaisquer críticas e/ou sugestões serão bem-vindas e poderão ser enviadas para o e-mail: rubens@infonet.com.br

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais