Não é caso de CPI, diz secretário

0

O secretário de Educação, Gilmar Mendes, em café da manhã organizado pela Secretaria de Comunicação, concedeu entrevista coletiva à imprensa. Disse, logo para começar, que não via motivos para uma CPI, porque o que está ocorrendo na Secretaria de Estado da Educação – SEED – é apenas questão administrativa. “CPI subentende fatos que precisam ser investigados. Não é o caso na Secretaria de Educação”. Disse que, dentro de poucos dias, tudo estará regularizado, e as aulas começam de fato em muitas escolas que hoje estão paralisada. Revelou que mais de três mil contratos de professores tiveram de ser rescindidos, para regularizar a situação de outros tantos professores concursados. No que se refere aos computadores que vieram de uma escola rural de Tobias Barreto, garantiu que eles serão devolvidos dentro do menor espaço de tempo possível e afiançou que mais computadores serão comprados não só para aquela escola, como para outras do Estado. Só um assunto o secretário não quis especular: de quanto seria o reajuste dos integrantes do magistério estadual. Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais