Não faltou solidariedade

0

O sergipano ainda comenta, com tristeza, o lastimável acidente na BR-101, nas proximidades do bifurcamento para o município de Laranjeiras. O choque entre dois ônibus deixou perto de duas dezenas de mortos e mais de 70 feridos, espalhados por várias casas de saúde. Enquanto quatro corpos dos recifenses mortos foram sepultados em Aracaju, porque aqui tinham famílias, os demais seguiram para a capital pernambucana. Ontem, no Aeroporto de Aracaju, era possível ver ambulâncias trazendo feridos para a viagem a Recife. Um desses pacientes, na humildade que o caracteriza, disse que gostaria muito de conhecer o prefeito de Aracaju e o governador do Estado, porque eles fizeram muito pelos feridos. “Não nos faltou assistência médica e social, nem medicamentos. Podemos sentir a solidariedade da família sergipana neste momento de dor”, disse ele. Por Ivan Valença

Comentários