Não Pago realiza protesto contra o aumento da tarifa

0
Ato do Não Pago no Terminal do Centro (Fotos: Portal Infonet)

O Movimento Não Pago realizou nesta quinta-feira, 29, um ato em protesto ao anúncio do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp) sobre um novo aumento da tarifa do transporte coletivo. O ato iniciou na praça General Valadão e seguiu em direção ao terminal do Centro.

De acordo com o integrante do Não Pago, Isaac Giusseppe, o ato tem a finalidade de dialogar com a população sobre a proposta do Setransp. “Em menos de sete meses,, o Setransp já está articulando um novo aumento da tarifa do transporte. Por conta disto, estamos nas ruas para alertar e convocar a população”, disse.

Para ele, a justificativa usada pelo Setransp não condiz com a realidade do transporte na Grande Aracaju. “O Setransp justifica que o aumento é para melhorar o sistema, mas não é isso que vemos nos terminais e nos ônibus lotados”.

Além disso, o Não Pago relata que o judiciário ainda não se posicionou acerca da ação que visa revogar os R$ 2,35, impetrada pelo movimento no ano passado. “O judiciário ainda nem julgou e já querem um novo aumento. Por todos estes motivos, estamos tentando realizar um catraca livre no terminal do Centro”.

Militante do Não Pago, Isaac Giusseppe

Leandro Pel, que também é integrante do Não Pago,diz que a Guarda Municipal estava impedindo as pessoas de entrarem no terminal. “O Não Pago está conversando com a população e a Guarda Municipal está impedindo o direito de manifesto e barrando as pessoas de entrarem no terminal”, afirma.

Leandro ainda informou que o próximo ato do Não Pago vai ser no domingo, dia 2 de fevereiro, no Terminal da Atalaia, às 14h. “A proposta é comunicar ao máximo possível de pessoas acerca deste aumento. Não podemos continuar engordando os bolsos dos empresários dos transportes, enquanto a população sofre todos os dias com o descaso do transporte público”, completa.

O usuário Cariolando dos Santos estava no terminal quando observou a manifestação. “Estava indo trabalhar e vi a movimentação. Dou total apoio à luta do Não Pago, pois sou contra o aumento da tarifa do transporte. As condições dos terminais, dos abrigos e dos ônibus não justificam mais um aumento da passagem”, aborda.

Cariolando Santos

Guarda Municipal

No terminal do Centro, estavam presentes sete viaturas da Guarda Municipal. O comandante da Guarda Municipal, Coronel Enilson Aragão, informou que a Guarda Municipal estava no local para proteger as pessoas e o patrimônio público. “A Guarda está aqui para garantir a segurança das pessoas e garantir a ida delas para suas casas”.

Por Geilson Gomes e Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais