Não vence com folga na maioria dos Estados

0

A última parcial divulgada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou o que as pesquisas apontavam: a maioria dos eleitores responderam Não à pergunta “o comércio de armas de fogo e munição deve ser proibido no Brasil?”. Dos 92.159.958 votos apurados no país (96,92%), até à 00h04, 63,90% foram Não.

 

O Estado que mais disse Não à pergunta foi Roraima. Lá, 84,96% dos eleitores disseram Não, enquanto apenas 15,04% foram a favor da proibição do comércio de armas no país. Logo depois veio o Acre, com 83,74% de Não e 16,26% de Sim. Mas em ambos a apuração ainda não terminou.

 

Em três Estados onde a apuração já terminou o resultado foi bem parecido. O Não venceu meio apertado. Em Alagoas, 54,86% dos eleitores disseram Não e 45,14% Sim. No Ceará foram 54,70% dos votos no Não e 44,54% no Sim. Já em Pernambuco, 54,49% dos eleitores disseram Não e 45,51% votaram no Sim.

 

Confira todo o resultado do referendo no país no site da Justiça Eleitoral.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais