Nem um tostão para o meio-ambiente

0

Fazem um barulho danado com essas emendas ao Orçamento Geral da União, mas esqueceram o meio ambiente. Só para Sergipe são R$ 500 milhões o total de emendas que, quando forem apreciadas pelo Congresso, reduz-se para pouco mais ou pouco menos de 100 milhões de reais – e menos da metade disso chega ao seu destino.

Ninguém ainda se preocupou em fazer um levantamento de quanto, anualmente, são liberadas essas verbas carimbadas. Ainda assim, é preciso fazer alguns reparos: o deputado João Fontes colocou R$ 30 milhões para a ponte entre o Mosqueiro e a Caueira.

Devidamente desnecessário: a ponte já está garantida, dentro do Prodetur que, pode e certamente vai deslanchar, afinal, no próximo governo. Bem que o deputado pedetista poderia ter colocado um bom pedaço dessa verba para o meio-ambiente. Pois é, um tema dessa ordem não foi contemplado com um centavo sequer dessas emendas. Um centavo sequer.

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais