Nossa Senhora do Socorro realiza campanha de vacinação

0

Termina nesse sábado, dia 26, no município sergipano de Nossa Senhora do Socorro, a segunda campanha municipal de combate à hepatite “B” e tétano. A campanha, que vem acontecendo desde o último dia 14, está vacinando, contra a hepatite, pessoas entre 0 e 20 anos de idade. Já a vacinação contra o tétano, tem como prioridade, mulheres que tenham entre 12 a 49 anos de idade, mas qualquer pessoa que procurar pelas unidades de saúde e os postos volantes de vacinação, será vacinada. O posto de saúde Maria do Carmo Alves, localizado na sede do município, será o principal ponto de apoio da campanha, que estará sendo acompanhada de perto pelo secretário de Saúde, Job Carvalho Filho. No ano passado, durante a I Campanha Municipal de Combate à Hepatite “B”, foram vacinadas cerca de 33 mil pessoas. A meta do secretário para este ano é imunizar 25 mil pessoas contra o tétano e 20 mil contra a Hepatite “B”. HEPATITE “B” – A Hepatite B é uma infecção das células hepáticas, e tem como principais sintomas, a falta de apetite, febre, náuseas, vômitos, diarréia, dores articulares, icterícia – amarelamento da pele e mucosas -, dor abdominal, e a depender das complicações, pode levar o doente à morte. A transmissão é mais comum por meio de sangue contaminado, relações sexuais, e apesar de menos comum, através da saliva. Não há medicamento para combater diretamente o agente da doença, trata-se apenas os sintomas e as complicações. No entanto, a prevenção ainda é o melhor remédio. TÉTANO – Já o tétano, é uma doença grave, causada pela toxina produzida por uma bactéria, o Clostridium tetani. Essa bactéria é encontrada no solo, esterco e superfície de objetos. Quando contamina ferimentos, sob condições favoráveis, torna-se capaz de produzir a toxina, que provoca fortes contrações musculares. Os primeiros sintomas geralmente são: dificuldade de abrir a boca e de engolir. Na maioria dos casos, as complicações podem colocar em risco a vida do indivíduo, quando comprometem o aparelho respiratório. O tétano é uma doença imuno-prevenível. Em adultos, o esquema vacinal é feito com três doses da DT – vacina dupla, própria para adultos -, que confere proteção contra o tétano e a difteria.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais