Nota de Esclarecimento à Imprensa

0

A empresa Aquamar Construções Ltda, em respeito aos seus clientes, fornecedores, parceiros e a sociedade sergipana, vem a público através da presente Nota de Esclarecimento, manifestar-se sobre a divulgação pela imprensa da noticia de que a Aquamar contratada para executar o projeto da Orla Pôr do Sol, no Mosqueiro, estava com todas as etapas atrasadas e que descumpriu o cronograma das obras, mesmo nos trechos já liberados.

 

A respeito, temos a informar que:

 

A referida obra foi licitada em junho de 2007 e a ordem de serviço foi disponibilizada somente em novembro de 2007, portanto, foram 5 meses de total inércia das obras motivadas tão somente pela morosidade das estruturas mais interessadas na celeridade da conclusão.

 

Registro ainda, que a licença de instalação foi liberada pela ADEMA a EMURB somente em 31 de março de 2008, portanto vários meses de atraso na liberação das faturas, que além de travar a fluência do cronograma, desencadeou gigantesco prejuízo para a nossa empresa. 

 

O grande gargalo do andamento das obras, reconhecido até pelo presidente da EMURB, foi a difícil gestão das questões relativas às desapropriações que impactaram decisivamente na viabilização de frentes de serviço liberadas pela EMURB que não chegaram a ínfimos15%(quinze por cento) do total do contrato.

 

Tal atraso trouxe mais ônus para a obra, por fatores alheios à responsabilidade da empresa, tanto nos custos indiretos como no aumento dos principais insumos, a exemplo do aço, madeira e concreto usinado que aumentaram seus preços bem acima do INCC (índice adotado pela EMURB). Mesmo assim conseguimos realizar 87% do que nos foi liberado, já que todo o resto da obra depende de liberação da EMURB.

 

O não fornecimento dos projetos complementares do Píer, Rampa de acesso dos barcos e detalhamento do passeio de madeira diminuíram o ritmo das obras. Vale ressaltar que esses projetos complementares foram cobrados reiteradamente a EMURB, através dos nossos ofícios nº 27/2007 de 30.11.2007, nº 04/2008 de 24.01.2008 e nº 05/2008 de 29.01.2008, sempre lembrando que a ausência desses projetos influenciariam no cronograma e no bom andamento da obra.

 

Ressaltamos ainda a elevada dependência da obra dos serviços de terraplanagem somente iniciados em setembro de 2008 e não concluídos pela empresa contratada pela Emurb.

 

A paralisação da obra que se deu no dia 15.09.08 a 29.09.2008 foi ocasionada pela própria EMURB que manteve sob a sua tutela o material que tomou emprestado da AQUAMAR (pedras, gabião caixa e colchão Reno) para reparos emergenciais na ponte do São Conrado, de acordo com notas da pedreira e de controle interno da empresa.  O reinício das obras ocorreu no dia 29.09.08, logo após a devolução do material pela EMURB.

 

Quanto à continuidade dos serviços seria necessário a aprovação do 2º aditivo solicitado em 12.09.08 de acordo com o protocolo 5737/2008.

 

Por tudo isso, a AQUAMAR CONSTRUÇÕES LTDA repudia veementemente e lamenta todas as acusações no sentido de responsabilizá-la pelo descumprimento do cronograma da execução do projeto da Orla Pôr do Sol, no Mosqueiro, tendo em vista a ocorrência de eventos não esperados por esta empresa, tais como: problemas de desapropriações, licença ambiental e projetos complementares, além das pendências da EMURB com a empresa que não concluiu o anel viário.

 

Por fim, deixamos patente que tais esclarecimentos não possuem a intenção de somente nos eximirmos da responsabilidade, mas, principalmente, de restabelecer a inteira verdade dos fatos.

 

 

Jean Christophe Oliveira

Sócio Gerente

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais