Ocupação de vaga exclusiva ainda é realidade em Aracaju

0
Vagas exclusivas exigem o uso do cartão (Fotos: Portal Infonet)

O desrespeito às vagas exclusivas destinadas a idosos e pessoas com deficiência vem a cada dia ocorrendo com maior frequência em estacionamentos públicos e privados da capital. Em média, 800 autuações são realizadas mensalmente pela Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT). Apesar de a reserva de vagas está prevista em lei, muitos condutores ainda desrespeitam a sinalização, o que causa transtornos àqueles que necessitam do benefício.

Para Everton de Jesus, que possui deficiência física e é Presidente do Conselho Municipal da Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, é preciso que a sociedade seja conscientizada do mal estar e dos constrangimentos causados no momento em que uma vaga exclusiva é ocupada indevidamente.

Everton de Jesus destaca que é preciso conscientização

“São várias as desculpas que as pessoas usam quando ocupam uma vaga exclusiva. Todo mundo diz que vai apenas tomar um cafezinho ou pagar uma conta.  Essas desculpas fazem muita diferença na hora em que a pessoa realmente precisa da vaga. Então, é importante que haja conscientização por parte das pessoas para que a gente tenha o nosso direito garantido”, conta ao destacar que os abusos são mais freqüentes nos estacionamentos dos shoppings da capital.

O aposentado José do Santos, 70, relata que há dificuldade quando o assunto é conscientizar os demais condutores. “A gente percebe que eles estão estacionamento na vaga que não é deles, mas quando vamos falar, sempre há reclamação e briga, muitas pessoas ficam bravas. As pessoas não se lembram de que também ficarão idosos e necessitarão desses direitos”, destaca.

José dos Santos fala das dificuldades

Cartão é necessário para o uso das vagas exclusivas

O vereador Lucas Aribé é parceiro da campanha  “Essa vaga não é sua nem por um minuto”

O uso de vaga exclusiva, sem credencial, é infração leve sujeita à multa de R$ 53,20, três pontos na Carteira Nacional de Habilitação e remoção do veículo. Em qualquer estacionamento público ou privado é obrigatória por lei a reserva de 5% das vagas para idosos e 2% para deficientes.

Campanha

O uso das vagas exclusivas aos idosos e pessoas com deficiência física foi tema da campanha “Essa vaga não é sua nem por um minuto”, realizada pela SMTT em parceria com o vereador Lucas Aribé. A campanha será estendida a locais como a Orla, Supermercado e Centro.

A ação ocorreu na manhã desta sexta-feira, 11, no estacionamento do Shopping Jardins, que teve vagas que não são exclusivas, ocupadas por cadeiras de rodas. O evento contou ainda com a confecção por meio da SMTT, dos cartões para os condutores incluídos no grupo de prioridade.

“A campanha pretende conscientizar para mostrar que ocupar uma vaga exclusiva é um ato considerado infração de trânsito. Estamos aqui para as pessoas sintam, através da ocupação das vagas com cadeira de rodas, em 3 horas de ação, aquilo que as outras pessoas sentem diariamente”, destaca o vereador Lucas Aribé.

Por Verlane Estácio

Comentários