Ocupantes de casas em Aguada dizem que não vão sair

0

Várias famílias ocuparam as casas (Fotos: Portal Infonet)

Famílias que ocuparam quase todas as 450 casas do conjunto que vem sendo construído pela Prefeitura de Carmópolis se reuniram na manhã desta quarta-feira, 3 e decidiram permanecer no local. As pessoas garantem estar cadastradas e alegam que a prefeita Esmeralda Cruz não vem pagando o aluguem social há cerca de um ano.

“Eu não vou sair porque a prefeita não está pagando o aluguel e a informação é que ela está chamando quem ela quer para dar as casas. Como é que aqui só tem 450 casas e tem mais de quatro mil pessoas cadastradas. Nós não invadimos e nem estamos destruindo as casas, encontramos as chaves em um painel, outras nas próprias casas e outras com o vigia”, ressalta Manoel de Jesus.

Ocupantes exibem chaves que encontraram…

Maria Josefa dos Santos é da mesma opinião. “Eu também não vou sair daqui. Não tenho para onde ir com a minha família. A maioria daqui estava morando no Bairro 13 em casas alugadas pela prefeitura, mas como deixaram de pagar, a gente fez o cadastro e as casas estão prontas, viemos procurar abrigo aqui. Eu encontrei as chaves na porta de uma das casas e entrei mesmo”, destaca Josefa.

No final da reunião, chegou uma moça muito bem vestida em uma caminhonete Hylux chamando a atenção dos ocupantes. “Acho que ela é representante da prefeitura e veio conversar com a gente, já que a prefeita ainda não veio aqui desde que chegamos na última segunda-feira, dia 1º”, disse Andrea Santos.

A moça bem arrumada não era funcionária da prefeitura, mas também ocupante de uma das casas. “Eu também peguei uma casa. Sou cadastrada e pago aluguel em Japaratuba aonde trabalho, porque sou daqui de Carmópolis mas não tenho como me deslocar todos os dias”, destaca Marclea Silva.

… um painel, segundo Manoel de Jesus

Marclea chegou em uma Hylux e foi confundida com funcionária da prefeitura

Caminhonete de ocupante impressionou os demais

Conjunto possui 450 casas

Já André Matos disse estar preocupado. “Eu fiz o cadastro há vários anos e agora estou com medo de que esses invasores continuem e eu perca a minha casinha tão sonhada para o futuro dos meus filhos. Moro de aluguel. A prefeitura pagava o aluguel, mas assim que eu arrumei um emprego, informei que ia pagar, para dar lugar a outra pessoa mais precisada. Aqui tem muita gente que não precisa, que está vindo até de outros estados, invadir as casas para depois vender ou alugar. Espero que tudo seja resolvido e que só fique quem mereça”, enfatiza.

A reportagem do Portal Infonet foi até a Prefeitura de Carmópolis, mas a prefeita Esmeralda Cruz não estava, nem o assessor de Comunicação Cristiano Mendonça. A informação foi de que o assessor poderia ser encontrado por meio do telefone 3277-1506. Apesar de tentar por toda a tarde, ninguém atendeu a ligação.  O Portal Infonet continua a disposição da prefeita Esmeralda ou da assessoria por meio do telefone 2106 8000 ou do email jornalismo@infonet.com.br

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais