Oficinas discutem importância do esporte e identidade cultural

0

Articuladores, professores, adolescentes e gestores dos municípios do semi-árido inscritos no Selo Unicef 2008 vão participar nesta terça, 4, e quarta-feira, 5, das Oficinas Esporte e Cidadania e Cultura e Identidade. As duas oficinas serão realizadas no horário das 08 às 17h, na Faculdade São Luis de França, localizada na rua Laranjeiras, 1838, em frente à Escola Normal.

 

A oficina de Esporte e Cidadania será ministrada por Ruy Pavan, coordenador do Unicef na Bahia, Sergipe e Espírito Santo, e pelo professor de Educação Física da Secretaria Estadual de Educação, Gilson Dórea. Na ocasião, haverá a discussão de três temáticas: Esporte e Cidadania, Democratização dos espaços para esporte e Esporte e Saúde. Além das ações do Selo Unicef, será discutida a proposta do Estado para 2008 nesta área.

 

O tema Esporte e Cidadania vem sendo trabalhado pelo Unicef dentro da compreensão de que a prática esportiva contínua e articulada com a escola pública e com a cidadania de crianças e adolescentes tem estreita vinculação com todos os verbos do Programa de País do Unicef para o período 2007-2011: Aprender, Crescer sem Violência, Sobreviver e Desenvolver-se, Proteger-se do HIV/Aids e Ser prioridade nas Políticas Públicas.

 

A oficina de Cultura e Identidades Afro-Brasileiras e Indígena será ministrada pelas assessoras educacionais do Centro Dom José Brandão de Castro (CDJBC), Sanádia Gomes dos Santos e Ana Maria Melo Resende. A proposta da oficina é incentivar ações dos municípios do semi-árido para que mobilizem a comunidade, através de crianças e adolescentes, com foco no reconhecimento e valorização das expressões culturais.

 

A capacitação integra o Eixo de Participação Social com foco na cultura local. Os municípios deverão apresentar produtos como o álbum da Expressão Cultural e Proposta de Política Pública. As ações que irão pontuar no Selo Unicef estarão vinculadas às tradições de uma ou das duas culturas (indígena ou negra) e tradições históricas, de costumes, de estética. Os produtos poderão ser modernos, mas deverão assegurar esta vinculação com a tradição.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais