ONG denuncia novas mortes de gatos no Parque da Sementeira

0
Novas mortes de gatos foram registradas no Parque da Sementeira (Foto: Projeto Manjedoura)

A morte de gatos no Parque Augusto Franco, conhecido como Parque da Sementeira, voltou a ser caso de polícia. A ONG Manjedoura prestou um novo Boletim de Ocorrências (B.O) sobre a morte suspeita de cinco gatos que viviam nas dependências do Parque. Segundo a ONG, as mortes dos felinos voltaram a ser constantes e estão ocorrendo de forma suspeita há pelo menos uma semana.

Luciana Ribeiro, integrante do Projeto Manjedoura (Foto: Portal Infonet)

“Nós monitoramos o parque há bastante tempo, principalmente no que diz respeito a entrada de cães”, destaca Luciana Ribeiro, uma das integrantes da ONG Manjedoura. Segundo ela, não é de hoje que as mortes dos animais causam profunda estranheza. “O que houve recentemente não se compara com a matança que foi registrada em fevereiro deste ano. Mas essas mortes constantes não bem suspeitas”, salienta a ativista.

Ainda segundo ela, a ONG trabalha com algumas hipóteses, principalmente a de envenenamento. “Infelizmente há muitas pessoas que não toleram a presença dos gatos no Parque”, lamenta. Luciana diz ainda que mesmo com o Parque fechado integrantes da ONG se revesam para cuidar dos gatos. “Gentilmente a direção do Parque nos autoriza a fazer este trabalho. Além de levar alimentação, nós também medicamos aos animais”, salienta.

Com o objetivo de coibir novas mortes dos animais no futuro Luciana confia na justiça. “O inquérito sobre a matança dos gatos que aconteceu em fevereiro deste ano continua em andamento”, afirma. “Além disso, a ONG monitora os animais que vivem no Parque para que tenhamos um maior controle sobre as mortes e fazer um quantitativo bem preciso”, ressalta.

Relembre 

Integrantes do Projeto Manjedoura, que atua na proteção de animais abandonados, registraram em 7 de fevereiro deste ano um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Meio Ambiente noticiando a morte de mais de 15 gatos que vivem no Parque Augusto Franco.

Emsurb

Em nota, a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) , que administra o Parque, afirmou que a equipe da gerência localizou dois gatos e um pato mortos, nos dias 26 de junho e 1º de julho. “Quanto às causas, as mesmas estão sendo verificadas. A Emsurb comunicou que os acessos ao parque estão fechados e que, até o início das obras de revitalização, paliativos estão sendo realizados com o objetivo de vedar espaços abertos no cercamento”, destaca a empresa.

por João Paulo Schneider 

Comentários