Ônibus da Cidadania leva serviços a populares

0
Atendimento foi feito durante toda manhã (Fotos: Portal Infonet)

Populares fizeram fila, na manhã desta quinta-feira (21), para participar do atendimento feito no Ônibus da Cidadania, montado pelo Ministério Público Estadual (MPE), que ficou estacionado, nas proximidades do Terminal Rodoviário do Distrito Industrial de Aracaju (DIA). Na oportunidade, as pessoas receberam o atendimento direto das promotorias da Defesa do Consumidor, Promotoria dos Direitos do Idoso e o Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos.

A promotora dos Direitos do Idoso e o Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos, Berenice Andrade Melo, explica que a iniciativa foi verificar a acessibilidade dos ônibus, a exemplo dos assentos reservados aos idosos e pessoas com deficiência, além dos elevadores para cadeirantes. “Estamos fazendo um apanhado e realizando notificações para justamente coibir essa falta de acessibilidade nos ônibus, que possuem o equipamento, mas muitas vezes estão quebrados”, observou a promotora.

"“Estamos fazendo um apanhado e realizando notificações"

O promotor dos Direitos do Consumidor, Daniel Carneiro Duarte, ressalta que a ocasião também tratou do trânsito. “Recebemos inúmeras denúncias sobre as condições dos veículos coletivos. As pessoas que estão no terminal do DIA estão sendo convidadas para prestar reclamações e informações sobre essas questões. Já fizemos vistorias e verificamos que há faixa de pedestres apagadas. Por isso convocamos a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito – SMTT, do Departamento Estadual de Trânsito de Sergipe – DETRAN, que já realizou autuações”, diz.

A moradora do Bairro Aruana, Maria de Lourdes, aproveitou a oportunidade e registrou sua reclamação quanto à demora do ônibus coletivo em seu bairro. Segundo ela, os ônibus demoram a passar e nos fins e semana a situação piora ainda mais. “Eu já registrei minha reclamação sobre o ônibus que demora a passar lá no meu bairro. A gente chega a ficar 40 minutos esperando”, reclamou.

Participaram da ação a Coordenadora Geral do MP, Dra. Ana Christina Souza Brandi e o Assessor da Coordenadoria, Dr. Eduardo Barreto Dávila Fontes e os Promotores de Justiça, Dr. Daniel Carneiro Duarte, Dra. Berenice Andrade Melo e Dra. Cecília Nogueira Guimarães.

Por Eliene Andrade

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais