Ônibus não irão mais até fim de linha do João Alves por falta de segurança

0

Motoristas no fim de linha do João Alves
O Sindicato dos Rodoviários de Aracaju decidiu em assembléia nessa quarta, 9, que os motoristas de ônibus não irão mais até o fim de linha do bairro João Alves a partir de amanhã, 11. Os trabalhadores dizem que não há mais condições de segurança para trafegar na área, e dizem que só voltam após um posicionamento da SMTT. Desde o dia 1º de janeiro até hoje, 10, os motoristas já contabilizaram 15 assaltos.

“O negócio está tão ruim que eles até avisam quando vão nos assaltar”, diz o fiscal Almir dos Santos, que já foi duas vezes assaltado. Para não entrar na área conhecida como ‘Mutirão’, os motoristas da linha João Alves-Orlando Dantas irão fazer o retorno na escola Juscelino Kubitschek. “O usuário sofre, mas pedimos a compreensão porque é um problema sério que afeta a todos”, diz o presidente do sindicato, Adriano Pereira.

A moradora Genalva Costa, entende a atitude dos motoristas, mas diz que a situação vai ficar mais

A violência aumentou após fechamento do Posto Policial há um ano
difícil. “A gente já é bem prejudicado por causa da pouca quantidade de carros nas linhas e agora vamos ter que andar mais pra pegar o ônibus”, ressalta.

Segundo os motoristas, a violência aumentou após o fechamento do posto policial no ‘Mutirão’. O posto foi fechado em 2006, e a previsão de reabertura é para o próximo dia 15. “A nossa expectativa é que reabram o posto. Tem que ter policiamento pra avenida toda”, disse um motorista que não quis se identificar.

Por Ben-Hur Correia e Gabriela Amorim

Comentários