Ônibus são recolhidos e terminais ficam desertos

0

Durante a tarde, terminal do DIA permanece vazio… (Fotos: Portal Infonet)

…diferente do fluxo registrado durante amanhã

Monigleide: espera desde as 8h

Guarita vazia afirma paralisação

Iniciada na manhã desta quinta-feira, 27, a paralisação dos rodoviários continua repercutindo e trazendo transtornos que adentram a tarde. Com quase 100% da frota de ônibus recolhida às garagens, a movimentação nos principais terminais da capital está suspensa. Aqueles que não conseguiram encontrar um transporte alternativo para retornar ao lar permanecem nas ruas, à espera.

No terminal de integração do Distrito Industrial de Aracaju (DIA), a diferença de fluxo entre os turnos matutino e vespertino se mostra com gravidade. “De manhã isso aqui estava cheio de gente. Tinha ônibus, os funcionários do protesto e um monte de passageiro. Agora só fica aqui quem não tem como voltar para casa. Nem o povo da guarita ficou”, afirma o pintor Luís José da Conceição, que saiu do conjunto Marivan para trabalhar no conjunto Luiz Alves, em São Cristóvão.

Muitos usuários que deixaram sua casa pela manhã acabaram surpreendidos pela ação dos manifestantes. É o caso da diarista Monigleide Ribeiro de Oliveira, que saiu da comunidade Piabeta, em Nossa Senhora do Socorro, com destino ao bairro Coroa do Meio, na Zona Sul da capital.

“Desde as oito da manhã estou aqui no terminal do DIA, esperando. Saí para trabalhar, e quando estava entrando no ônibus me mandaram descer. Liguei para meu pai, que até agora não pôde me buscar. Meu marido chegou agora para me socorrer. Mas ainda não sei como vou voltar”, lamenta Monigleide.

Para se deslocar pela região metropolitana, grande parte dos usuários apelaram aos táxis-lotação e ao mototaxistas. “Daqui do DIA até o shopping Riomar a gente está cobrando entre R$ 7 e R$ 8. Em geral fica uns R$ 5. A gente está tendo muita demanda”, relata um motociclista, que preferiu não se identificar.

Manifestação

O 3º ato Acorda Aracaju, que acontece nesta quinta-feira à partir das 16, promete modificar ainda mais o trânsito da capital com o grande número de participantes. A concentração ocorre na praça Fausto Cardoso, de onde os manifestantes seguirão pela avenida Ivo do Prado, passando pelas avenidas Beira Mar e 13 de Julho. O percurso foi divulgado na página do ato no Facebook.

Por Nayara Arêdes e Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais