Operação Corpus Christi: Nove acidentes e três mortes

0

A Operação Corpus Christi, da Polícia Rodoviária Federal de Sergipe, contabilizou no período de 11 a 14 de junho, nove acidentes, com nove feridos e três mortes, nas rodovias federais que passam pelo Estado.

Apesar do trabalho de fiscalização realizado pela PRF nas rodovias federais de Sergipe durante a operação, muitos motoristas ainda insistiram em cometer atitudes imprudentes. Tais atitudes podem ser comprovadas principalmente no número de notificações registradas. Em quatro dias de operação, a PRF autuou 307 motoristas dos quais 95 foram notificados por ultrapassagem indevida. Essa infração é uma das mais perigosas e uma das principais causadoras de mortes nas rodovias, pois acarreta muitas vezes em uma colisão frontal onde as chances de sobrevivência são mínimas.

Lei Seca

Mesmo sabendo da proibição no consumo de bebidas alcóolicas ao dirigir, condutores arriscaram as suas vidas e a de usuários das rodovias federais em Sergipe. Dez foram autuados dos quais seis foram detidos por exceder o limite de 0,3 mg/l (miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões).

Combate à criminalidade

Além da atribuição de fiscalização de trânsito nas rodovias federais, a Polícia Rodoviária Federal também faz um trabalho ostensivo de combate à criminalidade. Por volta das 5h30 do último domingo, 14, três menores de idade que tentavam furtar veículos que estão sob a guarda da PRF no posto de fiscalização em Nossa Senhora do Socorro foram apreendidos e levados à Delegacia Plantonista de Aracaju.

Números

Foram fiscalizados 1.770 veículos, sendo que 43 foram apreendidos. 307 multas foram aplicadas e oito carteiras de habilitação apreendidas.

Fonte: PRF

Comentários