Operação em Simão Dias termina em três presos

0

Os ex-presidiários o “Nego de Dê”, o “Negão” e o “Neguinho do Coquetel” (Foto: Polícia Civil)

Uma operação realizada por policiais civis e militares do município de Simão Dias, localizada na região centro-sul do Estado, terminou na prisão de três suspeitos de integrar uma quadrilha responsável por vários roubos e assaltos ocorridos no município.

Os ex-presidiários Adercival de Jesus, o “Nego de Dê”, de 27 anos, Wilson de Jesus, o “Negão”, de 22 anos, e João Rabelo de Araújo, o “Neguinho do Coquetel”, de 52 anos, foram capturados no centro da cidade, em operação deflagrada por agentes da Delegacia de Polícia de Simão Dias e soldados da 3ª Companhia do 7º Batalhão de Polícia Militar.

Segundo as investigações comandadas pelo delegado Fábio Pimentel, os três seriam ligados a Uanderson Ribeiro de Santana, o “Ganso”, 20 anos, morto na última quarta-feira no povoado Pirajá, divisa com o estado da Bahia, durante uma troca de tiros com a polícia. Juntos, os quatro teriam cometido pelo menos oito assaltos à mão armada em casas de povoados da região, tendo roubado motos, dinheiro e objetos de valor. Ainda segundo a polícia, todos os acusados costumavam agir armados e com muita violência.

“Nego de Dê”, além de participar diretamente dos assaltos,  também era investigado por conta das ameaças de morte feitas contra um dos policiais da Delegacia de Simão Dias que investigavam o caso. Por meio de recados e telefonemas, ele prometia matar o policial e a família dele. Já o irmão do acusado, Wilson “Negão”, já cumpriu pena por tráfico de drogas e ajudava a quadrilha fazendo o transporte das armas usadas nos assaltos. Segundo as investigações, as armas eram escondidas em locais diferentes, para dificultar o trabalho dos policiais, e esse trabalho era feito por “Negão”.

No entanto, as armas foram achadas na casa de “Neguinho do Coquetel”, com quem foram apreendidos dois revólveres, sendo um calibre 38, e outro 32, uma espingarda calibre 12 e uma grande quantidade de munições das três armas. Ele e os dois comparsas estão detidos na Delegacia de Simão Dias, aguardando vaga no sistema prisional.

Com informações da SSP

Comentários