Operação Högel: de Minas, pasta de cocaína seria levada a Pernambuco

0
Operação Högel: de Minas, pasta de cocaína seria levada a Pernambuco (Foto: Portal Infonet)

Os dois presos na operação Högel, deflagrada pela Polícia Federal (PF) na última segunda-feira, 12, transportavam 72 kg de pasta-base de cocaína do estado de Minas Gerais para Pernambuco, mais precisamente na cidade de Bezerros. Foi constatado nas investigações que o suspeito, de apelido ‘Enfermeiro’, possuía uma residência no município pernambucano, onde foram encontradas mais drogas, mais dinheiro em espécie e quatro máquinas de contagem de valores. Além dele, foi presa uma mulher, que atuava como cúmplice no transporte da droga.

A PF continua conduzindo o inquérito para tentar identificar quem receberia os produtos. Foi adiantado pelo suspeito apenas que pequenos traficantes da região de Bezerros que seriam os receptores, mas não disse de quem se tratava.

Delegado Alex Raniery conta que investigações continuam (Foto: Portal Infonet)

Delegado Regional de Combate ao Crime Organizado, Alex Raniery informou que as investigações não param por aqui. “É a maior apreensão de cocaína deste ano. A pessoa que foi presa, de fato, se estabeleceu no comércio ilícito, e a cada dois meses fazia estas cargas. O valor que ele arrecadava era grande, tem um imóvel em construção na cidade em que residia, e ele usava isso para lavar dinheiro. Normalmente, uma organização criminosa não se fixa em apenas uma pessoa. Há um conjunto que dá suporte para a logística da droga, de entrada no país. Certamente há mais envolvidas. A cocaína é produzida no exterior, e alguém a internalizou. Só não identificamos ainda quem fez”.

Um dos veículos apreendidos e o cilindro em que estava escondida a droga (Foto: Portal Infonet)

O que mais chamou a atenção da PF foi perspicácia dos criminosos. A droga estava alojada dentro de um cilindro de GNV, na mala do carro. “Descobrimos isso na hora. A curiosidade é que, durante a busca em Bezerros, foi identificado um cilindro, no mesmo formato do que foi apreendido  aqui em Sergipe, e isso nos ajudou a identificar que essa era a forma de esconder a droga, em um cilindro cortado e com máquinas para pintura”, disse o delegado.

O dinheiro retido durante a prisão em Sergipe foi levado para a Caixa Econômica Federal realizar a contagem. Quanto à pasta-base de cocaína, a expectativa é de que a quantia encontrada na residência na cidade pernambucana seja de aproximadamente 40kg, e no total, a droga ultrapasse os 100kg.

Apreensões

Dinheiro foi levado para contagem na Caixa Econômica Federal (Foto: Portal Infonet)

Na operação Högel foram apreendidos, além da droga, uma quantia de R$8 mil durante o flagrante, e mais R$5 mil em Pernambuco; um caminhão, duas pick-ups e três carros de passeio, um deles blindado e com sirene de polícia.

‘Enfermeiro’

A identidade do suspeito não foi revelada. Contudo, ‘Enfermeiro’ já possuía passagens pelo sistema prisional pelo crime de tráfico de drogas. Ele progrediu para o regime semiaberto, cortou a tornozeleira eletrônica e, desde então, estava foragido.

O homem e a mulher presos serão indiciados pelos crimes de lavagem de dinheiro, tráfico de drogas, associação para o tráfico e uso de documento falso. No momento, a dupla está presa em Sergipe.

Por Victor Siqueira

Comentários