Operação Neve no Sertão II termina com 20 presos e quatro mortos

0
Operação Neve no Sertão II termina com 20 presos e quatro mortos (Foto: SSP)

Subiu para 20 o número de presos na operação Neve no Sertão II, que desarticulou uma extensa associação criminosa no sertão sergipano e que envolvia também a cidade de Paulo Afonso, na Bahia. Foram quatro pessoas mortas após resistência aos mandados de prisão. Entre elas está a de Antônio Carlos da Mota, conhecido como ‘Bigode de Ouro’, chefe da quadrilha.

O grupo era responsável pelo tráfico de drogas, homicídios, porte e posse ilegais de arma de fogo e furtos na região. Em Sergipe, ação compreendeu os municípios de Nossa Senhora da Glória, Feira Nova, Monte Alegre, Canindé de São Francisco, Poço Redondo e Porto da Folha, com a participação de 250 policiais militares e civis.

O delegado Jorge Eduardo coordenou as investigações (Foto: Portal Infonet)

Foram apreendidas 400g de maconha, uma porção de cocaína, cinco armas de fogo e uma motocicleta com restrição de roubo. Delegado encarregado da operação, Jorge Eduardo Filho contou que a população do sertão temia a quadrilha. “Era uma rede extensa de diversos comerciantes de maconha, crack e cocaína. O principal era o Bigode de Ouro, que obtinha drogas de fora do Estado e repassava para revendedores. Ele foi solto do presídio há um ano. Tínhamos informações de que comercializava dentro do presídio e quando saiu continuou com a atividade. Investigamos por seis meses as pessoas com quem se relacionava e seus familiares”.

Antônio Carlos e seus dois irmãos, Joaquim Nunes da Mota e Carlos André Lima, morreram ao reagir à voz de prisão.

Fábio Rollemberg considerou a operação um sucesso (Foto: Portal Infonet)

O coronel Fábio Rollemberg, comandante do Policiamento Militar do Interior (CPMI), considerou a operação um sucesso. “Chegamos a 70% dos mandados foram cumpridos. A operação demandou um grande planejamento, um trabalho exaustivo. Nosso trabalho é tentar coibir o tráfico, e esperamos como resultado, pelo menos por enquanto, a diminuição do fluxo de drogas na região, que é vulnerável em razão das fronteiras com Bahia e Alagoas”.

Presos e mortos

Foram presos na operação Josenildo Santos, Konrado Phelipe Silva Pinheiro, Igor Sávio Andrade Sousa, Isalto Aleixo da Rocha Filho, Cláudio Henrique Pereira Santana, José Fábio Leite Silva,  Welison Romilton Pereira, Romário Nunes de Jesus, José Thiago Cunha Santos, Leilson Rodrigues Tavares Lima, Antônio Carlos Santos Oliveira, José Júlio Vieira Santana, Carlisson Douglas dos Santos, Franciele Santos de Souza, Maria de Fátima dos Santos Leite, Gabriela Reis dos Santos, Carla Virgínia dos Santos Andrade, Tamires Daniela de Assis Machado e Rosana Ramos Santos Bezerra.

Já os mortos foram Antônio Carlos da Mota, o ‘Bigode de Ouro’, Joaquim Nunes da Mota, Carlos André Lima e José Adailson Santos, o ‘Pinguim’.

Por Victor Siqueira

A matéria foi alterada às 16h15 do dia 09/11 para alteração de foto
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais