Operação ‘Pescaria’ prende oito suspeitos de tráfico de drogas

0
Ação policial ocorreu nas cidades de Aracaju, Nossa Senhora do Socorro e Carmópolis (Foto: SSP/SE)

O Departamento de Narcóticos (Denarc) deflagrou uma operação de combate a um grupo criminoso que atuava com o tráfico de drogas na localidade conhecida como Rua do Rio do Sal, em Nossa Senhora do Socorro, na Grande Aracaju. A ação policial ocorreu na manhã desta quinta-feira, 22, tanto em Socorro, quanto na capital e também no município de Carmópolis. Até o momento, oito investigados foram presos.

A operação teve como objetivo localizar e prender, ao todo, dez integrantes do grupo criminoso. A operação foi batizada com o nome de Pescaria em decorrência do nome do líder do grupo, que foi apelidado como “Sardinha”. Os suspeitos presos foram identificados com os prenomes de Jadson, Jonatha, Maike, Victor “Motoboy”, Áquila, Renato, Juvenal “da Piabeta” e “da Roça”.

O delegado Hugo Leonardo explicou que a operação foi deflagrada após denúncias de que o grupo estaria atuando na localidade da Rua do Rio do Sal. “Recebemos informação, há cerca de cinco meses, de que o grupo estaria praticando o tráfico de drogas na localidade, que fica no conjunto João Alves. E que inclusive alguns deles já tinham respondido pelo crime de homicídio relacionado ao tráfico de drogas”, detalhou.

Ainda conforme o delegado Hugo Leonardo, integrantes do grupo atuavam com a venda do entorpecente, o armazenamento e a distribuição de drogas para traficantes menores. “Identificamos dois irmãos – Jadson e Jonatha, o Sardinha – como os organizadores do crime. Abaixo deles, havia os indivíduos que distribuem as drogas para traficantes menores e para usuários finais do entorpecente”, acrescentou.

“Tinha um suspeito que era responsável por guardar a droga. Outro distribuía drogas para Aracaju. Os demais traficavam para usuários finais. Ao total, foram oito presos e esperamos que diminua bastante o fluxo do tráfico de drogas na região. Iremos continuar as investigações. Há um homicídio que ocorreu no final de junho que é reputado a essa organização criminosa”, pontuou Hugo Leonardo.

Fonte: SSP/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais