“Operação Siri Catado”prende quatro pessoas

0

Delegado João Eduardo diz que 11 mandado foram expedidos (Fotos: Portal Infonet)
A operação liderada por policiais da 5° Delegacia Metropolitana, no conjunto João Alves, em Nossa Senhora do Socorro, denominada ‘Operação Siri Catado”, resultou na prisão de quatro pessoas na manhã dessa sexta-feira,18.

O delegado João Eduardo relatou que foram expedidos 11 mandados de busca e apreensão. “Conseguimos prender essas pessoas com uma certa quantidade de drogas, além de  uma quantia em dinheiro, uma balança e outros objetos utilizados para separar e embalar os entorpecentes, o que caracteriza a comercialização”, explicou.

Desde o início do mês, segundo ele, várias ações estavam sendo realizadas naquela cidade. “Iniciamos com ações contra acusados de roubo e furtos no primeiro momento. Nessa segunda etapa, conseguimos esses mandados de busca e apreensão, e até o momento cumprimos dez”, explicou.

Drogas e dinheiro foram apreendidos com os acusados
Entre os presos, o delegado informou que pelo menos um já tem passagem pela Polícia. “Foi preso um rapaz, conhecido na região como “Anselmo”, mas já descobrimos que o verdadeiro nome dele é João Selmo e que em 2003 foi preso por tráfico. Estamos fazendo ainda todos os levantamentos para chegar aos nomes de todos os que foram presos”, acrescentou João Eduardo.

Já o delegado João Martins, que também participou da operação, acrescenta que as prisões realizadas nesta manhã podem favorecer a outras investigações. “Essas prisões irão gerar outras, pois a partir dos depoimentos poderemos chegar a outros envolvidos com o trafico de drogas”, ressaltou.

João Martins ressaltou que o combate as drogas é uma meta da equipe da 5° delegacia. “Foram dez delegados envolvidos na operação, além de 45 agentes, o que prova que o combate às drogas é de interesse do Estado. Nós da 5° delegacia estamos empenhados nesse combate e iremos continuar trabalhando forte nesse sentido”, afirmou o delegado.

Ele acrescenta que a população também pode contribuir com a polícia através do número 181. ” O disque-denúncia é de extrema importância para a população. As pessoas precisam contribuir com o trabalho da Polícia em benefício da sociedade”, finalizou João Martins.

Por Kátia Susanna e Alcione Martins

*Matéria foi alterada as 15h33 para correção de informação. Anteriormente haviamos informado que a operação era denominada “Siri na Lata”

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais