Operação Tubarão: quadrilha é apresentada

0

Quadrilha de roubo e desmanche de carros foi desarticulada (Fotos: Portal Infonet)
A Secretaria de Segurança Pública (SSP) apresentou na manhã dessa segunda-feira, 20, na Academia de Polícia (Acadepol) detalhes da “Operação Tubarão”, que desarticulou uma quadrilha que atuava com o roubo e desmanche de veículos.

Segundo o Delegado da Divisão de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV), Marcelo Cardoso, 12 pessoas foram presas após o cumprimento de 22 mandados de busca e apreensão e 12 de prisão. “Foram mais de oito meses de investigação, onde definimos uma estratégia para identificar os autores, durante essa investigação conseguimos identificar três modalidades de crime que eram executados pela quadrilha”, explica o delegado.

Atuação

Delegado Marcelo Cardoso contou detalhes da operação
Marcelo Cardoso explicou que a quadrilha trabalhava com o desmanche de carros, para alimentar as lojas de peças, além da adulteração de chassis. “Os carros eram subtraídos tanto em Sergipe como na Bahia e eram montados e comercializados em Sergipe ou enviados para outros estados”, relata.

Ainda de acordo com o delegado, um dos membros era leiloeiro e organizava os leilões. “Ele colocava laranjas para arrematar os carros, depois a quadrilha encomendava o roubo de um veículo do mesmo modelo e marca para realizar a transação”, explica.

Integrantes

Baiacu era considerado o cabeça da quadrilha
O preso identificado como Adilson Vieira Machado, vulgo ‘Baiacu’, proprietário do estabelecimento Tubarão Auto Peças, situado na avenida Euclides Figueiredo era considerado o cabeça da quadrilha.

Também foram presos: Anderson Silva Reis, conhecido como ‘Som’, proprietário de um ferro velho na avenida Euclides Figueiredo; José Matias dos Santos, Conhecido como ‘Matias’ proprietário de um galpão-oficina na avenida Maranhão; Sinval da Conceição Nunes ,vulgo ‘Pacote’, dono de dois estabelecimentos comerciais no Jardin Centenário e uma pequena oficina, também na Euclides Figueiredo; Alessandro  Ferreira Santos, conhecido como Cabeça, e que foi preso na cidade de Feira de Santana (BA); Crauzinho Bomfim Filho, conhecido como Crauzinho, preso em Simões Filho (BA); Júlio césar da Cruz Santos, vulgo Cesinha,natural de Feira de Santana e que

Integrantes foram presos em Aracaju e em cidades da Bahia
segundo a polícia é especialista em adulterar sinais identificadores em veículos; Leandro Santos de Carvalho, natural de Dias D’ Ávila (BA), autor de roubos e furtos de veículos; Marcio Gomes de Souza, conhecido como ‘Gordinho’, responsável pelo transporte de peças oriundas dos desmanches; Wagner Rocha, vulgo Mandrake, que segundo a polícia realiza os desmanches dos carros roubados para ‘Baiacu’, ‘Matias’ e ‘Som’; Roberto Santos da Conceição, conhecido como ‘Leiloeiro’, natural de São Paulo (SP) é é responsável por fornecer notas frias de leilões para donos de ferros-velhos e indica os carros que serão postos em leilões  e Luiz Carlos dos Santos, conhecido como ‘Galego Despachante’ e de acordo com a polícia é responsável em facilitar a aprovação das vistorias dos veículos adulterados e o trâmite do procedimento de transferência.

Tenente Rocha diz que as primeiras prisões aconteceram na noite de sexta-feira
Apreensões

Durante a operação a polícia ainda conseguiu prender 27 veículos com restrição de roubo ou furto e com suspeita de adulteração de chassi; 14 motores com restrição de roubo ou furto ou numeração raspada; 3 caixas de marcha com restrição de roubo/furto ou numeração raspada;13 carcaças de veículos com sinais recentes de desmanches e diversos documentos de carros.

Segundo o tenente Rocha, da Rádio Patrulha, na madrugada de sexta-feira foram realizadas as primeiras prisões. “Nós prendemos um dos integrantes e encontramos logo três veículos com sinais de ilegalidade. Não

Katarina Feitosa diz que operação é fruto de investimentos
divulgamos nada para não atrapalhar as outras prisões que aconteceram já na madrugada de sábado,18″, relata o tenente

De acordo com a coordenadora da Polícia Civil, Katarina Feitosa, que esteve presente durante a apresentação da polícia, a operação contou com o apoio da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol), além da Companhia da Rádio Patrulha. “Essa operação também é resultado dos investimentos feitos na Segurança Pública. Hoje, a delegacia de Roubos e Furtos tem um novo prédio e conta com o apoio do Detran [Departamento de Trânsito], ressalta katarina.

Por Alcione Martins e Raquel Almeida


 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais