Operações em Lagarto resultam em prisões de assaltantes e homicida

0

A Superintendência da Polícia Civil, através da Coordenadoria das Delegacias do Interior (Copci), determinou o fortalecimento dos trabalhos relacionados à atividade da Polícia Civil na região, através de operações para o cumprimento de mandados de prisão e ainda trabalhos para apreensão de drogas e armas de fogo. Durante a semana, de acordo com Marcelo Hercos, delegado Regional de Lagarto, várias operações foram realizadas para prender criminosos na região Centro-Sul do Estado.

Em reunião ocorrida na última quarta-feira, dia 27, na Delegacia Regional de Polícia Civil de Lagarto, o superintendente da Polícia Civil, delegado João Batista Santos Júnior, e o coordenador da Polícia Civil do Interior, Fernando Melo, determinaram o incremento de ações operacionais e a efetivação de prisões visando à segurança da população de Lagarto.

Diante disso, a Delegacia Regional de Policia Civil de Lagarto vem empreendendo diligências e investigações no sentido de obedecer às diretrizes do novo comando da Polícia Civil e já efetuou a prisão de dois assaltantes e um homicida em apenas três dias.

Na madrugada desta sexta-feira, dia 29, foi preso Manoel Messias dos Santos, conhecido como Cabeção, 27 anos. Manoel é autônomo e alugava brinquedos para  realização de festas em cidades da região. A ação policial foi executada pelos policiais civis Luciano Almeida e Luiz Alberto Guimarães.  

Segundo a polícia, ele foi preso quando estava em sua residência, na Rua Passos Porto, Centro do município de Lagarto. Manoel Messias foi condenado a dez anos de prisão, pelo homicídio de José de Jesus Nascimento, conhecido como Zé de Fulor, fato ocorrido no dia 27 de novembro de 2000, após uma discussão em um bar no Povoado Queiroz de Cima, em Lagarto.

 

Comentários