“Os trabalhadores não têm muito o que comemorar”

0

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do município de Nossa Senhora do Socorro, Gedalva Fonseca, disse que a entidade vai comemorar o dia do trabalhador, 1º de maio, com uma grande manifestação na Praça Getúlio Vargas, no centro da cidade. Ela informou ainda que irão participar do evento, todos os sindicatos da região do Cotinguiba. Gedalva ressaltou que “os trabalhadores não têm muito o que comemorar” e que o evento vai servir para mostrar as autoridades competentes que o povo sergipano não está nada satisfeito com a política econômica e agrícola desenvolvidas a nível estadual e nacional. De acordo com a sindicalista, o desemprego atingiu cerca de 2 mil trabalhadores rurais em Socorro, na sua grande maioria composta por jovens que deixaram de estudar para trabalhar e não possuem mão de obra qualificada. “O Governo precisa realizar mais cursos de qualificação profissional, com o objetivo de assegurar um futuro melhor para os jovens que pretendem ingressar no mercado de trabalho”, diz Gedalva, acrescentando que se o jovem conseguir se qualificar, jamais a máquina poderá substitui-lo.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais