Padrasto e enteado presos por tráfico e homicídio

0
Objetos apreendidos que estava com os acusados (Foto: Ascom/SSP)

Dois homens [padrasto e enteado] foram presos na manhã desta sexta-feira, 2, acusados por envolvimento com o tráfico de drogas e homicídio. Os dois foram localizados no Conjunto Marcos Freire III, em Nossa Senhora do Socorro, durante operação policial desencadeada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) para cumprimento de mandados judiciais expedidos contra os suspeitos.

Nesta operação, foram presos Watson José dos Santos, conhecido como Tchu, 55, e o enteado dele, José Cleberton Mendonça Santos, o Dinho, de 31 anos de idade. A operação envolveu equipes da Polícia Judiciária da Força Nacional de Segurança Pública e do Grupo Especial de Repressão e Busca da Polícia Civil de Sergipe (Gerb), com o objetivo de cumprir os dois mandados de prisão temporária expedidos pelo Poder Judiciário contra os acusados e também de busca e apreensão.

Conforme informações da assessoria de imprensa da SSP, os dois presos são acusados por um homicídio ocorrido no dia 2 de maio de 2016, no bairro 18 do Forte, em Aracaju. Por volta das 23 horas daquele dia, Rodrigo Oliveira dos Santos foi atingido por tiros e faleceu. A investigação desencadeada à época identificou o envolvimento dos acusados presos na ação desta sexta-feira, 2.

Droga

Com os dois acusados, os policiais encontraram cocaína, aparelhos de telefone celular, dinheiro [montante não revelado] e também um revólver de calibre 38. A arma, conforme a SSP, estava com Dinho. Com eles, também havia embalagens apropriadas para armazenar cocaína destinada à comercialização, conhecidas como pinos, váriois documentos de identidade de outras pessoas.

Os acusados foram encaminhados para o Departamento de Narcóticos da SSP (DNARC), em Aracaju, onde serão ouvidos. A SSP, em conjunto com a Força Nacional, continua investigando a morte de Rodrigo Oliveira. Conforme a SSP, José Cleberton, o Dinho, já havia sido preso em 2015, acusado por envolvimento com o tráfico de drogas.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais