Pantanal: vítima ainda não resgatou os pertences

0

A invasão do Pantanal (Foto: Arquivo Infonet)
A dona de casa, SRS continua escondida aguardando o acompanhamento da polícia para retirar alguns pertences que ainda estão na residência. O fato aconteceu no último sábado,7, quando 19 pessoas de uma mesma família ficaram reféns de traficantes durante três dias, dentro da residência localizada na invasão do Pantanal, zona sul da capital.   

De acordo com SRS as cinco casas que pertenciam à família estão fechadas, a preocupação da dona de casa é com relação ao investimento feito para adquirir os imóveis.“Morava de aluguel na Coroa do Meio e após muito sacrifício conseguir comprar um terreno no Pantanal por R$15 mil e construir a minha casa aos poucos. Meus irmãos também construíram suas casas com muito trabalho e agora temos que deixar tudo para trás”, fala.

Além de perder as casas SRS diz que com a expulsão a família teve que abandonar o emprego. “Meu marido que trabalha na construção civil abandonou o emprego com medo, toda a minha família está em pânico com essa situação. Meus irmãos que também estavam empregados nem tiveram tempo para ligar para a empresa para explicar a situação. Estamos sem chão não sabemos por onde recomeçar”, lamenta.

O delegado responsável pelo caso afirmou que as investigações estão avançadas e espera prender todos os envolvidos com o tráfico do Pantanal. “Esperamos levar um pouco de tranqüilidade para aquela comunidade, as pessoas que moram ali estão muito preocupadas com a violência imposta pelos traficantes”, explica o delegado Sérgio Ricardo.

Por Kátia Susanna

Comentários