Parada GLBT colore orla de Atalaia

0

Três trios e alguns milhares de pessoas coloriram a Passarela do Caranguejo, agraciando a Orla de Atalaia com o desfile da 4ª Parada GLBT de Sergipe. O evento começou às 13 horas, quando os primeiros participantes chegaram ao local. Mas a festa começou pra valer às 16h30, quando os trios partiram com diferentes estilos de música pela avenida.

 

De acordo com Naldo Batista, presidente da Associação de Defesa Homossexual de Sergipe (Adhons), eram esperadas cerca de 15 mil pessoas presentes ao desfile. Se o número não atingiu o esperado, chegou perto. Em alguns pontos da Passarela era quase impossível de se transitar.

 

Os motoristas (avisados e desavisados) também tiveram que entrar na brincadeira. Alguns travestis paravam os carros dançando no meio da pista. Várias famílias se aglomeraram nas

Naldo: estimativa de 15 mil pessoas
calçadas e no canteiro central. Os mais recatados preferiam assistir à festa sentados às mesas dos bares.

 

Mas segundo Naldo, o importante mesmo é a integração que a festa vem proporcionando. “Todos os segmentos, tanto héteros quanto gays, estão de parabéns. Todos os grupos gays se uniram, este ano, para melhorar ainda mais a organização”, disse ele.

 

Após a execução do Hino Nacional, os trios começaram a circular. No primeiro, um DJ e a banda Kama Sutra tocavam hits dance. No segundo, o pagode arrastou uma outra parcela dos foliões. O terceiro, e último, contou com a participação da cantora Amorosa, que além de suas canções, misturou forró com vários outros ritmos regionais.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais