Parte do teto do Edifício Cidade de Aracaju desaba após infiltração

0
Segundo uma fonte ouvida pelo Portal Infonet o prédio está há muitos anos sem manutenção e apresenta vários sinais de abandono (Foto: enviada por internauta)

Uma parte do teto de gesso do Edifício Cidade de Aracaju, localizado no centro da capital, desabou na manhã desta terça-feira, 6, após uma forte infiltração. Segundo uma fonte ouvida pelo Portal Infonet o prédio está há muitos anos sem manutenção e apresenta vários sinais de abandono. O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBM-SE), por sua vez, informou que embora haja uma processo em curso relativo à obtenção do certificado de segurança e pânico, o edifício pode continuar suas atividades porque não apresenta risco iminente de desastre.

“Eu trabalho lá e sempre ouço comentários sobre a estrutura do prédio. Atualmente, só há uma pessoa que cuida da limpeza do local”, relata à fonte. Ainda segundo ela, alguns cômodos do edifício apresentam sinais de deterioração. “Muitos motoristas foram proibidos de usar o estacionamento porque a marquise corre o risco de desabar”, destaca.

Ainda segundo os relatos da fonte, é constante a presença de integrantes do Corpo de Bombeiros. “Todos ficam preocupados. Os elevadores, por exemplo, ficam constantemente em manutenção. Praticamente toda semana acontece alguma coisa, assim como hoje aconteceu o desabamento do teto”, conta.

O major Guimarães, do CBM-SE, relatou que o edifício está em processo de regularização para obter o certificado da corporação contra incêndio e pânico. “Por enquanto, eles estão trabalhando para se regularizar. Mas isso não impede o embargo do local, já que há um processo de regularização em curso”, destaca. “Nós, do Corpo de Bombeiros, não podemos agir sem prazos. Por isso demos um período de tempo para alguns locais se regularizarem, a exemplo deste caso”, destaca.

O Portal Infonet tentou entrar em contato com a administração do Edifício Cidade Aracaju, mas até o fechamento da matéria não obtive resposta. Estamos à disposição através do e-mail: jornalismo@infonet.com.br ou pelo telefone (79) 2106-8000.

por João Paulo Schneider e Verlane Estácio

Comentários