PC de Estância prende acusados de assassinar comerciante

0

O delegado André David (Foto: SSP/SE)

A Delegacia Regional do município de Estância, sob o comando do delegado André David, chegou a elucidação de um assassinato ocorrido no dia 14 de novembro de 2011. Na oportunidade, o comerciante Manoel Pereira dos Santos, 40 anos, foi surpreendido por dois criminosos que estavam em uma motocicleta quando se deslocava para o seu estabelecimento comercial em Estância.

A vítima foi surpreendida e atingida na cabeça por um tiro. Já foram presos Jorge Luiz dos Santos, mandante do crime, e Nixon Michel, conhecido como "Pirulito". "Manoel era comerciante bastante conhecido na cidade e sua morte causou um grande clamor popular", destacou David. O delegado explica que Jorge mantinha um relacionamento homoafetivo de vários anos com Manoel e já teria, inclusive, protocolado um pedido para formalizar a união estável.

Em depoimento, Jorge alegou que o parceiro era muito possessivo e que ele não admitia ser traído. As investigações apontaram, ainda, que Jorge também teve outro motivo: ficar com a herança do companheiro. “Ele já tinha fraudado uma ocorrência de seguro do carro da vítima e agora comprovamos que a intenção de matar o comerciante era ser colocado na lista como único herdeiro do parceiro”, destacou.

O delegado ressalta que após a prisão do mandante, os irmãos e sobrinhos da vítima demonstraram intenção de pedir à Justiça a exclusão de Jorge do testamento da vítima.

Ainda segundo o delegado, no mês de março de 2013, uma informação foi passada para a polícia sobre a existência de uma gravação de vídeo, onde Jorge confessava a contratação dos pistoleiros.

"De posse dessa informação e dos dados telefônicos quebrados judicialmente, representamos a sua prisão preventiva, que foi deferida e cumprida. Jorge confessou ser o mandante do crime e indicou dois executores do delito, Nixon e um outro comparsa, que está foragido", informou o delegado. O terceiro executor já teve sua prisão decretada.

“Já sabemos que o outro pistoleiro, que estava na garupa da moto de Nixon, foi quem disparou o tiro mortal contra a vítima. Já o identificamos e já representamos a prisão preventiva dele”, explicou o delegado.

Segundo homicídio desvendado

Já no início da noite da última segunda-feira, 11, um homem identificado como Gilson Neres, 25 anos, desferiu nove golpes de faca de tórax de Ariosvaldo de Jesus, 36, ferindo-o fatalmente. O delegado André David lembra que os dois tinham uma antiga animosidade.

Em meados de 2008, Gilson já tinha ferido a cabeça de Ariosvaldo com uma barra de ferro. “Munidos da identificação dele representamos, após ouvirmos algumas testemunhas, a sua prisão, que foi cumprida nesta quinta-feira, 14”, destacou o delegado.

Fonte: Ascom SSP/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais