Perícia médica será normalizada em dois meses

0

(Foto: arquivo/Portal Infonet)
Na última terça-feira, 14, os médicos peritos do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) encerraram a greve e retornaram ao trabalho após publicação do ministro Humberto Martins, da Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ), reconsiderando decisão liminar tomada anteriormente, entendendo como ilegal e abusiva a greve da categoria. A greve havia sido iniciada em todo o país no último dia 25 de junho.

Em Sergipe existem 31 médicos peritos e segundo o chefe da Perícia Médica do INSS em Sergipe, Sérgio Souza Lopes, em dois meses todo o atendimento deve ser normalizado no Estado.

“No dia 14 todos os médicos retornaram ao trabalho e contamos com eles para que no máximo em dois meses consigamos normalizar o atendimento. Antes do final da greve o INSS anunciou a contratação de médicos temporariamente, mas ainda não houve tempo para que se fizesse esse procedimento; as vagas continuam em aberto”, informa.

De acordo com Sérgio a meta nacional do INSS para o tempo de espera para realização da perícia é de quinze dias. “Antes da greve nossa média aqui em Sergipe era de 6 dias e em alguns casos o atendimento era feito no mesmo dia. Com a greve esse atendimento chegou a demorar 54 dias”, afirma.

O chefe da perícia conta ainda que os novos agendamentos podem ser realizados normalmente pois são feitos por ação remota. “É importante que o segurado não se desespere para correr atrás de sua perícia, pois o sistema realiza todo o processo do agendamento”, explica.

Por Bruno Antunes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais