Perícias de pessoas com deficiência irão até dezembro

0
Aproximadamente 3.600 já passaram pela perícia

O prazo para pessoas com deficiência se cadastrarem ou recadastrarem no Mais Aracaju Gratuidade venceu no dia 14 de junho. Mais de 8 mil pessoas procuraram o serviço. Aproximadamente 3.600 já passaram pela perícia, enquanto as demais estão com datas agendadas para passar pelo exame médico. A demanda é muito grande, mas a SMTT de Aracaju e órgãos parceiros afirmam que as perícias serão concluídas até o mês de dezembro.

O processo está sendo coordenado por Emanuelli Costa, servidora da SMTT. Ela explica que as pessoas que já possuem o Mais Aracaju Gratuidade e ainda não passaram pela perícia para garantir o recadastramento, podem usar o cartão normalmente. “Ninguém está sendo bloqueado ou excluído da gratuidade antes de passar pela avaliação médica”, garante.

Além disso, os cidadãos que possuem algum tipo de deficiência, mais ainda não têm o cartão Mais Aracaju Gratuidade, estão recebendo atendimento prioritário. “Estabelecemos uma dinâmica de atendimento para que todos possam exercer seu direito de gratuidade ao transporte público o quanto antes”, reforça Emanuelli.

Três médicos se dividem no atendimento. Dois deles são servidores da Prefeitura de Aracaju e outro foi contratado pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Setransp), que é parceiro da SMTT Aracaju nesse processo, assim como o AracajuCard, Ministério Público do Estado (MPE) e Conselho Estadual e Municipal da Pessoa com Deficiência.

A dona de casa Kate da Silva levou o filho Carlos Guilherme, que é autista, para passar pela perícia médica nessa quarta-feira, 19 de julho. Como ele é uma criança de 9 anos e necessita de acompanhante, mãe e filho saíram do local do cadastramento já com os cartões. “Foi tudo muito tranquilo. Vim no mês passado fazer a inscrição, saí com a data da perícia e hoje já resolvemos tudo”, elogia Kate.

Dona Maria José também levou o filho, Tarcísio, para ser examinado pelo médico. Eles já tinham o cartão e não deixaram de usar o ônibus gratuitamente enquanto aguardaram a data da perícia médica. “É muito importante pra nós, pois ele tem sessões de fisioterapia, psicologia, terapia ocupacional, e a gente precisa se deslocar”, conta a mãe.

A perícia médica dos usuários acontece na Escola de Trânsito da SMTT, que fica na Galeria Farol Center, localizada na avenida Murilo Dantas, bairro Farolândia, em frente ao farol. Mais informações pelo telefone (79) 3179-1410.

Fonte e Foto: ascom SMTT

Comentários