Perseguição policial deixa dois mortos e três suspeitos presos

0
Carro perseguido que teria provocado a colisão na rua Roberto Morais (Foto: redes sociais)

Dois suspeitos foram mortos e três pessoas foram presas na operação policial ocorrida no início da tarde desta sexta-feira, 2, no bairro Santos Dumont, em Aracaju. De acordo com informações da Secretaria de Estado de Segurança Pública, os cinco suspeitos já vinham sendo investigados, acusados por prática de roubos em estabelecimentos comerciais de uma rede de lojas. A perseguição policial assustou moradores, comerciantes e as pessoas que trabalham na região.

Conforme a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), tudo começou no final da manhã, com um roubo a uma loja de departamento no conjunto João Alves, em Nossa Senhora do Socorro. De acordo com a SSP, o grupo perseguido também é acusado pela mesma ação criminosa praticada contra diferentes lojas da mesma rede nos municípios de Estância, Itabaiana e Itaporanga d’Ajuda.  Os inquéritos policiais que investigam esses roubos foram reunidos no Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), cuja equipe foi mobilizada para atuar no roubo ocorrido pela manhã no conjunto João Alves.

De posse das características do veículo que teria sido utilizado pela suposta quadrilha, os policiais civis entraram em campo e identificaram a localização do carro na avenida Maranhão e ainda descobriram que eles estariam hospedados em uma pousada naquela avenida. No local, os policiais encontraram uma mulher, que estava de posse dos objetos roubados: vários aparelhos eletrodomésticos, roupas, celulares, notebooks, pacotes de moedas de R$ 1,00, jogos eletrônicos, entre outros objetos, que seriam transportados para Salvador, onde os cinco suspeitos residem, segundo a SSP.

A mulher, identificada como Ianca Lorrane Jesus Maia, 23, foi presa e está prestando depoimento no Cope. Outros dois suspeitos foram presos na rodoviária nova, em Aracaju, no momento em que viajariam com destino à capital baiana: Maurício César da Silva Soares, 23, conhecido como Peixe, e Alan Gomes dos Santos, 25. Os mortos também foram identificados pela SSP: Murilo de Jesus Santana, 25, e Mário Augusto Duarte Santana Filho, 19.

Perseguição e tiroteio

A perseguição policial aos suspeitos mortos começou na avenida Maranhão, onde ocorreram os primeiros disparos de arma de fogo. Os dois ocupantes do veículo de marca coreana seguiram pela rua Aureliano Sampaio e quando o condutor tentou entrar à esquerda na rua Roberto Morais, no bairro Santos Dumont, acabou colidindo de frente com um outro veículo.

A maioria das pessoas ouvidas pelo Portal Infonet revela apenas que ouviu o disparo dos tiros e outras informaram que chegaram a ver quando “um delegado desceu armado de um carro e atirou em um rapaz, que estava dentro do outro carro”. Ninguém quis ser identificado.

Os três ocupantes do carro atingido pelo veículo ocupado pelos dois suspeitos não sofreram ferimentos, mas ficaram abalados com a ocorrência. Nesse carro, segundo as pessoas que conversaram com a equipe do Portal Infonet, o carro atingido na colisão era ocupado por um homem, uma mulher e uma criança, supostamente seria uma família. “Eles levaram a pior: O carro deles ficou com a frente toda destruída”, comentou uma mulher que trabalha na rua Roberto Morais, referindo-se à família.

De acordo com a SSP, os dois homens perseguidos estavam armados com revólver de calibre 38 e, na perseguição, teriam atirado contra os policiais do Cope em movimentada avenida. A arma e os objetos roubados foram apreendidos, segundo informações da assessoria de imprensa da SSP.

por Cassia Santana

Comentários