Pesquisador media debate sobre o Rio são Francisco

0
Luiz Carlos Fontes falou dos impactos causados ao Velho Chico (Foto: divulgação)

A situação do Rio São Francisco foi tema de uma palestra realizada na noite terça-feira, 19, pelo pesquisador Luiz Carlos Fontes à convite do Movimento de mobilização da sociedade civil pela Revitalização do Velho Chico. Para o palestrante, que também é pesquisador do Laboratório Georiomar da Universidade Federal de Sergipe (Sergipe), a redução da vazão do rio praticada pelas operadoras do setor elétrico nos últimos três anos é o principal gerador da crise no Velho Chico. Ao fim da palestra, os participantes realizaram um debate e expuseram sua opinião sobre o assunto.

De acordo com o pesquisador, a permanência da redução da vazão vai ampliar os impactos à natureza e pode levar à inversão completa do curso do Rio, além de provocar uma intensa erosão em sua foz, prejudicando diretamente aqueles que fazem uso da água.

Luiz Carlos Fontes é pesquisador do Laboratório Georiomar da UFS

Um dos grandes prejuízos atribuídos por ele à redução da vazão é o avanço do mar em direção ao rio. “O mar passou a invadir o rio e já avançou 12 km. O Baixo são Francisco pode virar um estuário, uma região de maré, onde a água salgada entra no rio”, explica. "Espécies marinhas entram rio adentro, os perímetros irrigados podem ficar salinizados e a captação de água poderá ficar complicada, pois ela vai ficar salobra”, completa ao falar das mudanças no ecossistema.

O pesquisador também destacou os prejuízos causados pela mancha escura descoberta no Velho Chico. “Essa mancha tem 30 km de extensão e é formada por algas marinhas que consomem oxigênio da água, o que a torna imprópria para o consumo humano e para vida aquática”, comenta ao destacar que a chegada dessa mancha à região de captação de água em Sergipe pode causar ameaças a saúde do sergipano.

Palestra foi realizada pelo Movimento de mobilização da sociedade civil pela Revitalização do Velho Chico

Esta não é a primeira vez que o pesquisador fala sobre o assunto. Em entrevista recente ao Portal Infonet, Luiz Carlos Fontes destacou que mancha escura no Rio São Francisco pode trazer sérios prejuízos a população de Aracaju e da região do Baixo São Francisco e ainda comentou a tentativa dos diversos órgãos de deslocar a mancha até o foz do Velho Chico. O pesquisador também havia apontado que a redução da vazão nas barragens praticadas pelo setor elétrico na tentativa de gerar mais energia elétrica é a principal causa do problema.

Por Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais