Petrobras cedeu canteiro de obras

0

De acordo com a revista, uma dessas irregularidades é o fato de a empresa não ter levado em conta a oferta do governo do Rio. A Petrobras também cedeu à Odebrecht um canteiro de obras no litoral da Bahia, antes negado a outros concorrentes.

Diz a revista que, “no seu parecer, Aguiar critica a decisão da Petrobras de adiantar quase 40 milhões de reais ao vencedor, sem encargos, o que não estava previsto na concorrência. É injusticável. Dependendo de como for feita, a obra poderá ficar concluída sem que a contratada use valores próprios. Segundo a Petrobras, contudo, a antecipação é uma prática no setor e agiliza a conclusão da obra”.

Continua a “Época”: “O ministro do TCU aceitou o argumento da Petrobras de que suspender o contrato traria prejuízo ainda maior para a empresa. ‘Estamos mais uma vez, diante de um fato consumado’, escreve o ministro. Um único mês sem a plataforma no mar poderia significar perdas de 35 milhões de reais, estima a Petrobras”.

 

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais