Petroleiros da FAFEN paralisam suas atividades

0

Funcionários da Fafen cruzam os braços
Em assembléias realizadas desde quinta-feira, 6,, os petroleiros da FAFEN decidiram paralisar suas atividades nesta terça-feira, dia 11. O motivo é a transferência da fábrica do setor de abastecimento para o setor de gás e energia. A FAFEN compõe as UN´s (unidades) da  Petrobras junto com as refinarias. Com a transferência deixaria de fazer parte dessas unidades.
 
O Sindipetro AL/SE e os trabalhadores da fábrica são contrários a tal medida. Nesta terça-feira à tarde, uma comissão formada pelo Diretor de Abastecimento Paulo Roberto e pela Diretora de Gás e Energia Maria das Graças estarão visitando a FAFEN. As negociações de transferência estão ocorrendo sem levar em consideração a posição do Sindicato e dos trabalhadores.

De acordo com representantes do Sindipetro, na última quinta-feira, 6, quando aconteceia assembléia com os trabalhadores, o sindicato foi informado que o símbolo da empresa já estava sendo demolido. A assembléia foi interrompida e depois da pressão feita pelos sindicalistas, a
demolição foi paralisada. Como protesto, ocorrerá nesta terça, um
atraso de duas horas na troca de turno e na entrada dos trabalhadores do administrativo.

O Sindipetro acredita que a medida que vem sendo tomada é caracterizada como parte de um velho projeto de privatização da fábrica. A FAFEN foi a única empresa que foi retirada duas vezes da lista de privatização durante o governo de FHC. “A mobilização dos trabalhadores garantiu essa vitória, porém, ainda no governo de Lula o fantasma da privatização ronda a fábrica”, lamentam os representantes do Sindipetro.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais