PF desarticula quadrilha que agia em cinco Estados nordestinos

0

Duas pessoas foram presas nesta manhã, 31, no sertão do Estado de Sergipe, pela operação Pucumã, da Polícia Federal. O objetivo da operação é desarticular uma quadrilha acusada de aplicar golpes contra a Previdência Social. Foram presas pessoas nos municípios de Poço Redondo e Nossa Senhora da Glória e transferidos para Aracaju.

A operação é coordenada pela Polícia Federal de Pernambuco. Além das duas prisões, também foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em Sergipe. A operação Pucumã acontece simultaneamente em Sergipe, Alagoas, Bahia, Paraíba e Pernambuco e conta com o apoio da Previdência Social e do Ministério Público Federal.

Em entrevista a imprensa pernambucana, o assessor de comunicação da PF em Pernambuco, Giovani Santoro, disse que a operação está desarticulando a ação de quatro quadrilhas que fraudavam benefícios de aposentadoria, pensão e amparo ao idoso, com documentos falsos. Segundo ele, os acusados agiam quando as pessoas morriam e não davam baixa no sistema da Previdência, essas quadrilhas continuavam recebendo os benefícios com o cartão e através do documento adquiriam empréstimos que nunca seriam pagos.

As investigações foram iniciadas a partir de maio deste ano e foi estimado um prejuízo de R$ 2,5 milhões mas, como os grupos atuam há cerca de 15 anos, os danos aos cofres públicos chegam a mais de R$ 10 milhões, estima a Polícia Federal. O Ministério Público Federal em Pernambuco informou que as pessoas lesadas devem procurar o INSS e, caso seja comprovada a fraude, serão ressarcidas.

Segundo Fernando Castro, coordenador de Operações Policiais da PF em Sergipe, os agentes sergipanos foram a Pernambuco para auxiliar toda a equipe que está envolvida na operação. “Não podemos divulgar nomes porque isso poderá atrapalhar as investigações, mas posso afirmar que tudo está sendo feito com muita cautela”, disse.

A operação conta com a ação de um total de 220 agentes federais, que iniciaram os trabalhos na madrugada de hoje, a maioria deles em Pernambuco, Estado onde está sendo cumprida a maioria dos mandatos judiciais. Pucumã é um remédio natural usado para estancar sangramentos e a operação foi batizada com este nome porque tem o objetivo de conter a sangria no erário público.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais