Pistoleiro é transferido para cela do Cope

0

O pistoleiro está em uma das celas do Cope (Foto: Arquivo Portal Infonet)
Após ofício endereçado ao comando geral da Polícia Militar e inúmeros protestos por parte dos militares, o pistoleiro Alessandro de Sousa Cavalcanti, o ‘Bili’, deixou no final da manhã desta segunda-feira, 29, o Hospital da Polícia Militar (HPM). De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria da Segurança Pública (SSP), devido à alta periculosidade do preso não seria seguro manter ‘Bili’ no local.

A assessoria destacou que o preso está em uma das celas do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), onde aguarda a decisão da Justiça para uma transferência para uma das unidades prisionais de Sergipe ou de outros estados.

A informação é de que para abrigar os presos, a SSP montou um grande esquema de segurança com viaturas Comando de Operações Especiais (COE) e policiais fortemente armados.

Atendimento

“Considero um tapa na cara dos policiais que fazem a segurança pública do Estado. Entendo que a permanecia desse bandido no Hospital da Polícia Militar [HPM] é uma afronta a todos, se ele precisa de atendiment,o vá para um hospital público”.

As palavras do gestor da Associação Beneficente de Servidores Militares de Sergipe (Absmse), sargento Edgar Menezes, reflete o mal-estar que causa a permanência do pistoleiro Alessandro de Sousa Cavalcanti, o ‘Bili’, na unidade hospitalar restrita a militares. ‘Bili’ foi transferido para o HPM depois de ser preso na última sexta-feira, 26. De acordo com a Secretária da Segurança Pública (SSP), o pistoleiro reagiu à prisão e foi ferido durante a ação da polícia em Pernambuco. A decisão de interná-lo na unidade, de acordo com o órgão, foi do secretário João Eloy

Por Kátia Susanna

Comentários